SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
A angústia que cega
outubro 24th, 2013 by admin

Que sentimento é esse? O que ele é capaz de fazer conosco quando o sentimos? Porque a angústia cega tanto? Que desespero é esse que toma conta de nós e nos faz falar e fazer coisas antes nunca pensadas em sã consciência? O que é isso minha querida?!

Olhe pra você agora? Agora enquanto lê esse texto. Observe-se. Agora se lembre de você no último momento em que sentiu a seguinte sensação: Um pensamento soprou ao seu ouvido como uma preeminência de catástrofe (sim, pois o “não ligar” de um homem é uma catástrofe de proporções mundiais para uma mulher! A natureza mudou seu curso! A nova era glacial está por vir! Os oceanos estão avançando! É o fim da vida humana na terra! Ahhhhhhhhhhh!….esse é o seu grito! Risos). Onde estávamos? Ah sim, no sopro no ouvido….

Exato! Retratei agora mesmo a sua cabeça. Essa que vai e vem, sobe e desce, dá voltas e cria situações nunca então sonhadas por nenhum autor de novelas. Mas…continuando….

O pensamento sopra então você o escuta. Não só escuta, você dá crédito a esse pensamento. Você valida! Ou seja, certifica que aquele seu pensamento possa de fato ser real. Então seu corpo se monta inteiro! Afinal ele entende que você está numa situação de perigo. Sabe quando você encontra um cachorro da raça Pit Bull sem coleira, solto, sem dono? O que seu corpo faz? Ele não se arma inteiro, em posição de fuga, de perigo? Uma carga de adrenalina recai sobre seu corpo de modo que você fique em posição de alerta e assim possa escapar do predador, certo? O mesmo ocorre quando você tem esses pensamentos que geram essas crises agudas de angústia ou de ansiedade.

Após essa descarga de adrenalina que vem como uma onda de calor que deixa seu corpo todo em posição de alerta, uma sensação de chão se abrindo pega seus pés. Parece que o chão se abriu e um buraco infinito esta bem abaixo de você. E esse buraco parece sugá-la! Então seu coração dispara! O ar falta do cérebro e então começam as pérolas. E dessas pérolas você entende bem! (risos). Você comete uma série de insanidades. Você xinga o indivíduo de tudo quanto é nome, ameaça, faz a maior cena! Perde totalmente as estribeiras e a dignidade.

O que fazer quando isso acontecer? Nada! Quando você chega nesse estado, acredito ser extremamente difícil conseguir se controlar. Eu não consigo! Eu figo cega! Insana! Psicopata! E você como também é mulher, não é diferente. O pulo do gato está em não deixar chegar nesse ponto crucial. É o ponto final, a porta, a porteira, entre um pensamento preocupante e uma avalanche de desgraceiras.

Você precisa saber é identificar esse ponto limite e não ultrapassá-lo. Quando tais pensamentos conflitantes a assaltarem, pare nesse momento por um instante. E lembre-se: “É apenas minha cabeça. É apenas minha mente. Essa é a função dela. Eu não vou validar isso.”

“Mas e se…”…”e…”….”será”…..essa é a sua cabeça falando….não dê ouvidos a esse tipo de coisa. Mude o foco. Mude sua atenção. Vá fazer outra coisa imediatamente.

Dessa forma você estará se preservando. Preservando seu corpo, seu coração e por consequência evitando uma série de dissabores que poderá vivenciar quando age nesse impulso psicótico.

Só depende de você!

Siga-me no twitter: @menruntoyou


SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance:WordPress   »  Style:Ahren Ahimsa
© Todos os direitos reservados

Switch to our mobile site