Seja bem-vindo ao novo Fazer um Homem Correr Atrás!

Desvalorização e Roubo

Desvendandoseusbloqueios


ATENÇÃO:  Acesse diretamente o site www,mulhercafa.com.br e clique no botão “Matricule-se”. Efetue o pagamento pelo Pagseguro e tenha acesso imediato ao áudio.

Ontem uma colega querida aqui do site fez uma pergunta que é bem recorrente. Ela contou que estava se sentindo ótima, bem com ela mesma e de repente foi assaltada, levaram o carro, bateram e acabou por dar “perda total”. Em seguida comprou outro e um colega de trabalho dentro do próprio estacionamento bateu no carro novinho. Ela não conseguiu entender o que aconteceu. Afinal, se assalto, roubo é desvalorização e ela acredita que não estava se desvalorizando, o que houve afinal?

Vejam, aqui temos duas situações:

Uma é o assalto, o roubo. Que pode ocorrer de diversas formas e não necessariamente a mão armada. Você pode ser roubada de várias maneiras. Maneiras estas que você muitas vezes nem ao menos se dá conta. Exemplo? Aquela sua colega que quando chega perto, lhe rouba a energia. Ou o namorado vampiro que se alimenta diariamente de sua vitalidade, quando você se joga abaixo dele. Ou ainda um cargo que deveria ser dado a você por direito e dão a outro, justamente por uma postura muitas vezes inferior no trabalho. Ou um dinheiro que simplesmente você perde!

O outro é a batida no carro. No caso dela foi no carro, mas poderia ter sido nela própria, ou uma torção no pé que lhe obrigue a ficar quietinha, ou ainda uma gripe forte que te joga na cama. Enfim…

Gente, quando conversamos aqui a respeito de se olhar, se dar atenção, conversar com você mesma, percebo que ainda as pessoas o fazem muito na superficialidade. Elas até procuram compreender o que sentem, o que querem, o que não aceitam e até começam a agir condizentes com seus desejos, porém…. Ah o porém…. A coisa não ocorre na profundidade.

O que eu quero dizer com isso?

Que no dia a dia, na prática mesmo, na hora do vamos ver, a pessoa ainda possui comportamentos de desvalor. Só que isso é tão automático que ela não percebe que ali naquele momento ínfimo ela se anulou de uma forma que todas as células do seu corpo gritaram.

E se aquilo é repetitivo, a coisa vem que vem.

Eu costumo dizer que o Universo é violento. Quando ele tem que mostrar algo, ele vem numa velocidade, numa violência, justamente como se quisesse te pegar pelos cabelos e te dar dois tapas na cara.

Eu sei porque isso já aconteceu comigo.

Sabem o que aconteceu?

Só um caminhão de lixo enganchou no meu carro e me arrastou uma quadra. E eu estava apenas parada no semáforo. Isso ocorreu há 19 anos e eu só fui entender a tal “violência do universo” dois anos depois.

“Mas Fernanda, não tem outro jeito mais gentil do Universo falar conosco? ”

Tem! Claro!

Mas você enxerga? Naquela loucura diária de cabeça, passando batido em tudo, ligada no automático, acostumada a certas atitudes internas de desvalor, conseguimos ver algo?

Então o que ocorre?

Uma bela lente de aumento é dada para que você pare e olhe.

E não é de fato o que acontece?

É nessa hora que você para tudo e diz: “Peraí, o que estou fazendo de errado? Não é possível! ”

E sabe o que é mais mágico?

Quando começamos a questionar o que estamos fazendo de errado, a situação de “exemplo” vem na cara! E aí identificamos de forma cristalina o X da questão.

Eu sei! É revoltante! E nem fui eu quem inventou isso, tá?

Mas é exatamente isso que não só eu constatei na vida das pessoas, como estudiosos do mundo inteiro também constataram o mesmo.

Então meu conselho é: Até nas situações mais corriqueiras do dia a dia, tente perceber suas atitudes, pensamentos, posições e sensações. É nessa observação que você encontrará todas as respostas que precisa.

Observação: Não se preocupe com o carro. Ele é só um pedaço de lata. Mande arrumar e pronto. Está novo novamente. E a conta do conserto, faça um tubo da nota e enfie no rabo do animal do seu colega barbeiro.

 

Atenção: Meu Instagram para quem perguntou é Maria Fernanda Amaral (fernandaamaralbrag)

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

 

Posts relacionados

  1. Triumph of a Heart, 18 de agosto de 2016 - 19:46

    Bom dia, Fer.
    Sonhei com você essa noite. Olha a premonição… ahahaha!
    Você se apresentava num evento, num auditório fechado, bem grande. Não sei o quanto você tem de altura, mas no meu sonho era bem alta. Usava um vestido longo, dourado (mas não era brilhante ou cafona, fica tranquila). E as pessoas faziam fila para conseguir um ingresso para o seu próximo evento. Eu mal entrei na fila, já tinha esgotado tudo, ahaha. Fiquei furiosa!
    Mas, quando a multidão dispersou, eu pude falar com você, que tirou um ingresso VIP da sua bolsa e me deu, rs.
    Quero ver isso acontecendo, hein?!
    bjs

    • admin, 18 de agosto de 2016 - 22:04

      Triumph of a Heart

      Rindo muito aqui…rsrs

      bjs
      Fernanda

  2. Leticia, 18 de agosto de 2016 - 19:59

    Bom dia linda linda
    A minha pergunta sempre foi, como se valorizar lá dentro?

  3. Renatinha, 18 de agosto de 2016 - 20:09

    Bom dia!
    Muito esclarecedor o seu texto.
    Obrigada.

  4. Nanda, 18 de agosto de 2016 - 20:55

    Oi, Fê!
    Deixei uma mensagem “cretina” pra você no skype…rsrsrsr…Tu viu?
    Ah, tem uma previsão pra lançar a aula 2???
    Tô ” ansiosa” pelas chineladas na cara que vou levar… :p
    Bjos, Diva!

  5. Lua, 18 de agosto de 2016 - 20:56

    Bom dia fer,graças a seus ensinamentos estou namorando… estou um pouco insegura e pensando em pedir ao meu namorado pra me mostrar o whatsapp dele.. o q vc acha disso? Bjs

  6. isa, 18 de agosto de 2016 - 21:12

    Impressionante!!!! Fernanda um das primeiras vez que comecei a fazer consultoria com vc…. esse foi um dos assuntos, além claro do traste do pai do meu filho, eu era assaltada constantemente…. mais isso faz parte do passado,com a continuidade das conversas contigo varios audios cursos, realmente coincidência ou não… faz muito tempo que nao sou assaltada… Agora amiga ouvi o audio sobre os bloqueios… vc depois de todo trabalho comigo sabe que é na area afetiva….anda muito devagar o que será que acontece comigo?????????????????????????????? será baixa alto estima?????? será o fato de não está bem com minha aparência, eu comigo ??????? porque me coloco tão pra baixo quando se trata de um homem????????????? nao entendo………….. beijos

  7. Rosa Glamourosa, 18 de agosto de 2016 - 21:13

    Fer,

    À colega que sofreu esses dois acidentes (e incidentes), lamento muito! Sobre dar atenção a si mesma no dia a dia, confesso, toda vez que você falava para eu conversar com o meu leão, eu tinha uma certa resistência. Não acreditava de todo, sabe? Mas na última vez que você me falou isso, resolvi acreditar. Rsrs… O que tinha a perder? E olha, em cada detalhe está fazendo a diferença. Seja para a minha doença, seja para questões afetivas. Mais uma vez, você tem razão. Texto perfeito!

  8. Ray23, 18 de agosto de 2016 - 22:30

    Fernanda, eu estava aqui refletindo sobre este acontecido com a moça e pensei: será que o universo queria dar uma lição nessas outras pessoas envolvidas na história usando ela? Pensei isso porque o ladrão não ficou com o carro pois deu pt e o colega terá que pagar o conserto do outro (prejuízo para ele).

    Estou certa no meu raciocínio?

  9. Paulinha, 18 de agosto de 2016 - 22:59

    Oi, Fê, bom dia!! Muito bom esse texto! A diferença está mesmo na prática, no dia a dia, nas atitudes. Tenho observado isso em mim. Ontem, comecei as aulas dos Bloqueios (vou te mandar o email até o fds) e uma das primeiras coisas que você disse foi sobre a perseguição ao ex no facebook e o quanto isso é humilhante e mostra desvalor..Eu sempre faço isso nos meus términos, de fuçar e ficar vivendo isso, esperando saber cada detalhe deles..Não procuro, não vou atrás, não deixo que saibam da minha vida. Mas a energia focada na vida do ex, através dessa investigação nas redes sociais, como se ele fosse a coisa e centro da minha vida, como se o que ele faz fosse mais legal e importante do que eu e o que eu faço por mim está sempre lá, na prática.. Então, continuo me desvalorizando, com essa energia em mim..E essa constatação já está me ajudando muito, já não entrei mais no facebook dele e da menina que acho que está com ele desde qe escutei isso (já tive vontade várias vezes, mas não entrei!). Espero continuar assim! Muito obrigada por nos ajudar, sempre. Espero aprender muito e conseguir colocar em prática tudo que você nos guia fazer pra ter uma vida mais próspera, em todos os sentidos. Bjsss

  10. Policia Montada, 18 de agosto de 2016 - 23:06

    Fer faça um texto sobre como lidar com gente invejosaaaa…aquela amiga invejosaaaa horrivel que agoira tudo o que vc tem.
    Faz tudo pra ter tudo o que vc tem e te jogar na cara. As vezes da pena mas noutras alturas da raiva. E aí como lidar?

  11. Elis Regina, 18 de agosto de 2016 - 23:54

    Bom dia Fernanda e meninas
    Estou enxergando esta “mágica” na minha vida, hoje comprovo aqui, com uma situação bem corriqueira, tudo isso, conversar com o leão é ótimo, quando faço algo simples ele já me mostra, e é mais rápido que o Bolt (rsrsrs). Hoje ao sair para o trabalho, me deparei com um garoto levando o seu cachorro (nem era um pit bull) para passear, logo de cara veio o medo, o cachorro olhou para mim e sentindo a minha energia, começou a latir, ai fiquei mais segura, e ele simplesmente parou, na mesma hora o meu Amigo Leão mostrou olha só o que vc fez, vibrou, sentiu, criou. Provando tudo o que tenho estudado aqui. Obrigado Fernanda!!!!

  12. Amanda N., 19 de agosto de 2016 - 0:18

    Caramba!
    Agora entendi tudo!

    Na noite que procurei o Gumer-pobrema depois de meeeeses sem nem falar ou mandar msg pra ele sabe com o que eu sonhei? COM ROUBO! ( eu sou uma pessoa que nunca sonha com nada)
    O Universo tava me mostrando mais uma vez que alguém tinha voltado para roubar algo precioso que eu tinha…no caso do Gumer-vampiro era minha energia e alegria. Tanto que fiquei doente no dia seguinte :O

    O Universo é maravilhoso gente ♥

  13. Rita, 19 de agosto de 2016 - 1:34

    Olá, Fernanda e mulherada
    Obrigada pelo texto!
    Desde que comecei a acompanhar o seu site, eu não tenho mais consultado o horóscopo diário, aquele de previsões, sabe? Agora leio o seu site todos os dias. Tenho curiosidade para saber se tem alguma relação com o que ensina pra gente. Beijos

  14. Morena, 19 de agosto de 2016 - 2:08

    Agora sempre fico atenta com as situações de desvalor e confesso que nem sempre dá pra fazer as coisas da nossa maneira. Essa semana mesmo um colega de trabalho está dependendo de minha carona para sair de uma instituição para outra que lecionamos juntos no período noturno. Minha vontade foi de falar não para carona, já que me incomoda ter outras pessoas no meu carro e gosto de aproveitar esse momento para ouvir seus áudios, só que a própria coordenação já contou com ele indo comigo para a outra escola para dar essa turma nova pra ele. Enfim… resolvi encarar de maneira profissional e fazer o que é melhor pra instituição. Ontem ele se atrasou 2 minutos para sair e soltei os cachorros nele, disse que da próxima vez não vou esperar. Ele ficou super sem graça e tenho certeza que a situação não vai se repetir, mas vou continuar dando carona até o final da turma dele. Mesmo mostrando que não estou feliz por dar carona e ter chamado a atenção dele pelo atraso estou me desvalorizando? Estou procurando encarar a situação de maneira profissional, ele não é uma companhia desagradável, só que tira minha liberdade em te ouvir. Bjos

    • Rosana, 20 de agosto de 2016 - 9:52

      Se eu fosse esse seu amigo, trataria logo de ter um carro também, pois a pior coisa é sentir que incomodamos.É constrangedor.Você tem todo o direito de reclamar, mas um pouco de altruísmo ajuda também.

  15. Alice, 19 de agosto de 2016 - 3:09

    Eu acredito muito em tudo isso que vc escreveu!
    Inclusive, também aconteceu comigo há uns 6 anos atrás, quando resolvi me colocar em primeiro lugar no trabalho. Não aceitava mais ser ótima naquilo que faço e não ganhar o que eu achava justo. Eu ganhava mal e o povo ainda queria que eu ensinasse, enfim…
    Pedi demissão, logo fui contratada em outro lugar, mas me decepcionei e larguei de novo. Na época, eu estava lutando para que me valorizassem e eu estava aprendendo que eu era ótima na minha profissão.
    Paralelamente ao que acontecia, eu batia o carro. Nossa, foram 3 vezes em que eu bati e quando achei que havia passado, bateram em mim. Uma das vezes, eu estava a 160km/h na estrada e bati, detonei o carro e nada aconteceu com ninguém, e para minha surpresa, era um apresentador de TV super conhecido kkkkkk Sabe o que ele disse, super preocupado?! “filha, foram só danos materiais nem se preocupa”. Voltei a andar de ônibus, acham que me coloquei pra baixo?! Nem pensar, eu encarava como temporário, divertido e o mantra era: “eu vou dar a volta por cima, ngm vai me derrubar”, sim pq eu detonei o carro e demorou para ficar pronto. Até enchente eu peguei. Fiquei em cima do banco do terminal de ônibus e as pessoas com água na cintura.
    Em outra ocasião, tomei um banho de chuva daqueles que em 2 minutos a gte parece um “pinto molhado” (será que esta expressão vem do pinto da galinha?! Sei lá), fui me esconder no shopping e encontrei uma cliente, que me convidou para ir no happy hour dela, e ela estava com mais uma amiga. Eu sentei e pensei: “vou me comportar como se estivesse maravilhosa”, enquanto ela me apresentava como a médica do filho dela, eu enxugava os pingos da sobrancelhas. Ela é minha fã até hoje.
    E eu só pensava: “ninguém vai me derrubar”.
    A última batida, que eu estava parada no trânsito, o menino saiu desesperado e fui eu que tranquilamente disse: ” relaxa, segunda-feira a gte vê isso, hj é sábado, vamos aproveitar.”
    As 4 batidas foram em dez meses. Em dez meses, eu não só me achava excelente naquilo que eu amo fazer como eu me sentia ótima e capaz, não chorei uma vez. Troquei de carro por outro que valia o dobro. E muita gente morreu de inveja. Kkkkkk
    Bjuu

    • Ray23, 24 de agosto de 2016 - 3:26

      Alice

      Parabéns pelo seu testemunho! Fico feliz quando leio coisas assim! Os textos de Dê a mais os testemunhos de outras pessoas, tem como o seu, renova minhas forças.

      Bj

  16. Anni, 19 de agosto de 2016 - 4:54

    Oi Fernanda, mais um texto sensacional. Eu ontem tive um problema, peguei uma conjuntivite severa, com direito a 7 dias de atestado. Na hora pensei: o que será que eu preciso aprender com isso? Foi automático! Eu odeio ficar em casa, sem fazer nada. Mas não fiquei revoltada, apenas aceitei com certeza de que tem um motivo e que eu vou entender. Você tem alguma idéia?? Obrigada

    • admin, 19 de agosto de 2016 - 5:59

      Anni

      Em 2011 tb peguei uma assim. Foi horrível. Um saco né….mas passa….

      bjs
      Fernanda

  17. Simone, 19 de agosto de 2016 - 5:28

    Fernanda, a pergunta da Morena dá um exemplo de situações do cotidiano. Responde para que todas possamos aprender, please.

  18. simone, 19 de agosto de 2016 - 8:21

    fernanda eu sinto cheiro de cigarro do nada, não tem ninguém fumando mas sinto. pode ser alguma coisa relacionada com energia

    • admin, 19 de agosto de 2016 - 9:23

      Simone

      Tem sim. De desencarnado. Mas não se preocupe…não é nada ruim.

      bjs
      Fernanda

  19. Vida, 19 de agosto de 2016 - 10:15

    Fê querida,

    Tenho comprado os seus áudios, um atrás do outro… Mas o que mais me tocou foi o da ‘Manipulação energética’.

    Sem sombras de dúvidas, o universo capta a nossa verdadeira energia. Não tem como fingir e isso é fantástico!

    Estou simplesmente MARAVILHADA!

    Gratidão por sua existência!

  20. Cris, 19 de agosto de 2016 - 19:34

    Eu tenho tido uma gripe atrás da outra. Nem bem me recupero de uma, outra já me derruba! Inclusive, estou gripada!

  21. DML, 19 de agosto de 2016 - 19:50

    Também venho dar meu depoimento.
    Conheci o site há 1 ano e meio. A mudança foi geral, tinha separado e só atraía homens com namorada. Depois de muito aprender e algumas recaídas, esto com um cara que me faz muito bem, mudando pra cidade que sempre sonhei com trabalho garantido.
    Obrigada, Fê! Sempre te indico e falo pras amigas: essa é guru! Gratidão por compartilhar seus conhecimentos com a gente!

  22. priscila, 19 de agosto de 2016 - 20:41

    Fer, é errado a gente ter tinder? Voce conhece esse app? é correr atras de homem? Fico preocupada…

    • admin, 20 de agosto de 2016 - 3:11

      Priscila

      Td depende como o modo q vc vê….

      bjs
      Fernanda

  23. C10, 19 de agosto de 2016 - 22:56

    Fê, eu queria entender melhor isso! eu tenho a impressão que a “culpa” é da vítima nesses exemplos que você dá.
    Quer dizer então que se uma criança for molestada a “energia dela” deixou que isso acontecesse?
    Só quero entender melhor… Muito Obrigada

    • admin, 20 de agosto de 2016 - 3:11

      C10

      Calma lá….
      Agora vc está entrando numa outra esfera totalmente diferente do que estamos tratando aqui, que é a batida no carro, a gripe, a dor de garganta…ou seja, coisas que acontecem conosco, adultos, conscientes de nossos atos, nossas escolhas nossos posicionamentos.
      Outra coisa é uma criança, que não tem condições de se defender, sem saber o que é certo, o que é errado, e que fica a mercê de um adulto delinquente. Claro que a criança também é uma entidade, assim como nós adultos, porém ela não tem qualquer consciência dos fatos e possibilidade de defesa. Logo, que culpa ela tem de algo?
      Não podemos de forma alguma culpá-la por isso!

      Vejam, existe uma linha tênue do que é vítima, ou seja, alguém que não possuía sequer conhecimento do que estava acontecendo, das pessoas que como “autoras” da própria vida, possuem certos padrões de comportamento, pensamento, posicionamento que causam certas situações.

      Existe uma lei que diz, que sempre o “seu melhor” a protege. Ou seja, se vc sempre faz o melhor q vc sabe (veja bem…que vc sabe…e não o que seria o certo) então existe uma proteção. Porém a partir do momento que vc sabe que tal posicionamento vai contra ao que vc é, então é por sua conta e risco. Isso estamos falando de uma pessoa adulta. O que não ocorre no caso da criança. Logo, se uma criança, que é indefesa, não sabe o que está sendo feito com ela, como a culparemos?

      Esse é um assunto muito confuso e sai um pouco do propósito aqui do site e que para um entendimento mais amplo, teríamos que voltar lá atrás nessas leis para entendermos. E isso inclui quebra de alguns paradigmas que acredito que não seja apropriado para cá. Mas a pergunta foi totalmente pertinente!

      bjs
      Fernanda

  24. L., 20 de agosto de 2016 - 7:24

    Oi Fer..
    Hoje vim aqui pra fazer um desabafo.
    Descobri hoje que estou com reincidencia de uma inflamacao muito seria no olho direito. Tive isso ha 5 cinco anos e agora voltou. A causa principal eh a queda do sistema imunologico decorrente de fatores emocionais.
    Eu fico dividida em preocupacoes: nao sei se me preocupo mais em nao ter reacao alergica ao antibiotico ( o que aconteceu da outra vez), em engordar e ficar super inchada por causa do uso de corticoide durante um mes ou se vou ficar boa e o problema vai desaparecer.
    Eu to tentando mudar, juro por Deus. Estou tentando me colocar em posicao de valorizacao, mas parece que quando eu vou respirar, vem uma onda e me derruba de novo.
    Por que de novo? Por que cmg? Poxa..
    Hoje eu to muito mal, nao consigo pensar em outra coisa. Vim aqui no site em busca de um consolo, pq realmente nao sei o que fazer.
    Beijos

    • admin, 23 de agosto de 2016 - 8:00

      L.

      Que problemas emocionais vc quis dizer?

      bjs
      Fernanda

  25. Olaaaa, 22 de agosto de 2016 - 10:24

    Oiii Fe
    queria comprar uns audios seus
    mas estou com uma duvida
    para efetuar compras tem obriatoriamente que ter cadastro?
    e preencher todos aqueles dados como CPF, telefone, endereço?
    nao tem algum jeito mais facil?
    Beijooos

    • admin, 23 de agosto de 2016 - 7:58

      Olaaaa

      Pode usar dados fictícios e pagar por boleto.

      bjs
      Fernanda

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *