SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
Síndrome da Mulher faz tudo
dezembro 27th, 2016 by admin

RikaVirusAula4


Acreditamos que todo o andar da carruagem está bem na palma de nossas mãos. Queremos segurar as rédeas, conduzir os cavalos, nos vestirmos de princesa e dizermos ao príncipe a hora exata de beijar, além obviamente de coordenar a logística dos pombos correios.

Aliás, por falar em pombo correio, obrigada internet! Louvados sejam Hotmail, Gmail e Whats App! Já pensou viver na era do pombo correio?

Você tinha que escrever à mão uma carta. Só aí eu já sairia no prejuízo, pois minha letra ninguém entende, quanto mais “ele”. Depois você tinha que entregar a um pombo correio, que sairia voando, num itinerário a ser definido pela cabecinha dele, sujeito a qualquer tempestade, predador e tsunami. Já pensou? Sua carta de “Happy New Year” pro Gumercindo perdida no meio do mar, cheia de algas em volta?

Ou seja, você teria que fazer muita “Mentalização Guiada” para que essa carta chegasse de fato ao seu destino… (risos).

Hoje está tudo muito simples e fácil. Apenas algumas palavras digitadas e enviadas e pronto, lá está! Nunca fazer merda foi tão rápido! (Desculpem-me pela sinceridade. Desculpe-me mãe pelo palavrão).

Porque será que sempre achamos que temos que fazer algo? Que temos que mover o mundo? Que temos que arrumar algo que não foi desarrumado por nós? Porque nossa cabeça grita ao dizer “se ele mandou mensagem no natal então você tem OBRIGAÇÃO de mandar um Feliz Ano novo a ele! ”? Porque sempre você? Você? Você? Você de novo?

Ora, se ele mandou Feliz Natal, deixe-o mandar um Feliz Ano novo! Deixe-o trabalhar por você! Deixe-o contratar e adestrar o pombo correio!  Afinal, ou você é importante ou não é! E se ele não a trata como algo de valor, ele que vá pra pu#$ que o pariu, certo? Pra que eu quero um homem que não me ache única e preciosa? Eu sou única! Eu sou preciosa! Então, se ele é míope o suficiente para não ver isso, “i’m so sorry” por ele, mas eu sou sim! E muito!

Todo mundo aqui está na faixa do “mais ou menos”.

Mais ou menos bonita. Mais ou menos inteligente. Mais ou menos capaz. Mais ou menos bem-sucedida. Mais ou menos merecedora. Tudo no mais ou menos. E é justamente por isso que insistimos na cabeça com essa ideia de que precisamos ralar muito o traseiro na ostra para que algo dê certo. E isso inclui ir atrás, criar situações, mandar mensagens, questionar, brigar e obrigar.

Escuta….

Você não tem que nada disso. Você não tem que fazer nada. Você não tem que mover o planeta para que a galáxia continue onde ela está. Ela apenas segue o próprio fluxo. A natureza segue o próprio fluxo. E sua vida faz parte de tudo isso. Então pra que empurrar tanto aquilo com ele?

Se é pra vir, então que venha! De livre e espontânea vontade! Venha porque quer. Porque sentiu vontade.

“Ah Fernanda mas eu quero porque eu quero! ”

OK! Então abra a mão! O ar não circula com sua mão fechada! Ele não virá com você tentando segurá-lo pela barra da calça.

Eu estou a curando nesse dia dessa síndrome. A síndrome da Mulher faz tudo.

Jesus disse uma vez: “Levanta-te e anda”.

Eu só digo: Levanta…

Sugestão para final de ano: Quem não ouviu o áudio Um homem não pode subir nas suas costas….ouça…

Umhomemnãopodesubirnassuascostas

 


————————————-

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 
 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7 MateaFadaGeleiaComprar &


SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance:WordPress   »  Style:Ahren Ahimsa
© Todos os direitos reservados