SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
Desvalorização e Roubo
ago 18th, 2016 by admin

Desvendandoseusbloqueios


ATENÇÃO:  Acesse diretamente o site www,mulhercafa.com.br e clique no botão “Matricule-se”. Efetue o pagamento pelo Pagseguro e tenha acesso imediato ao áudio.

Ontem uma colega querida aqui do site fez uma pergunta que é bem recorrente. Ela contou que estava se sentindo ótima, bem com ela mesma e de repente foi assaltada, levaram o carro, bateram e acabou por dar “perda total”. Em seguida comprou outro e um colega de trabalho dentro do próprio estacionamento bateu no carro novinho. Ela não conseguiu entender o que aconteceu. Afinal, se assalto, roubo é desvalorização e ela acredita que não estava se desvalorizando, o que houve afinal?

Vejam, aqui temos duas situações:

Uma é o assalto, o roubo. Que pode ocorrer de diversas formas e não necessariamente a mão armada. Você pode ser roubada de várias maneiras. Maneiras estas que você muitas vezes nem ao menos se dá conta. Exemplo? Aquela sua colega que quando chega perto, lhe rouba a energia. Ou o namorado vampiro que se alimenta diariamente de sua vitalidade, quando você se joga abaixo dele. Ou ainda um cargo que deveria ser dado a você por direito e dão a outro, justamente por uma postura muitas vezes inferior no trabalho. Ou um dinheiro que simplesmente você perde!

O outro é a batida no carro. No caso dela foi no carro, mas poderia ter sido nela própria, ou uma torção no pé que lhe obrigue a ficar quietinha, ou ainda uma gripe forte que te joga na cama. Enfim…

Gente, quando conversamos aqui a respeito de se olhar, se dar atenção, conversar com você mesma, percebo que ainda as pessoas o fazem muito na superficialidade. Elas até procuram compreender o que sentem, o que querem, o que não aceitam e até começam a agir condizentes com seus desejos, porém…. Ah o porém…. A coisa não ocorre na profundidade.

O que eu quero dizer com isso?

Que no dia a dia, na prática mesmo, na hora do vamos ver, a pessoa ainda possui comportamentos de desvalor. Só que isso é tão automático que ela não percebe que ali naquele momento ínfimo ela se anulou de uma forma que todas as células do seu corpo gritaram.

E se aquilo é repetitivo, a coisa vem que vem.

Eu costumo dizer que o Universo é violento. Quando ele tem que mostrar algo, ele vem numa velocidade, numa violência, justamente como se quisesse te pegar pelos cabelos e te dar dois tapas na cara.

Eu sei porque isso já aconteceu comigo.

Sabem o que aconteceu?

Só um caminhão de lixo enganchou no meu carro e me arrastou uma quadra. E eu estava apenas parada no semáforo. Isso ocorreu há 19 anos e eu só fui entender a tal “violência do universo” dois anos depois.

“Mas Fernanda, não tem outro jeito mais gentil do Universo falar conosco? ”

Tem! Claro!

Mas você enxerga? Naquela loucura diária de cabeça, passando batido em tudo, ligada no automático, acostumada a certas atitudes internas de desvalor, conseguimos ver algo?

Então o que ocorre?

Uma bela lente de aumento é dada para que você pare e olhe.

E não é de fato o que acontece?

É nessa hora que você para tudo e diz: “Peraí, o que estou fazendo de errado? Não é possível! ”

E sabe o que é mais mágico?

Quando começamos a questionar o que estamos fazendo de errado, a situação de “exemplo” vem na cara! E aí identificamos de forma cristalina o X da questão.

Eu sei! É revoltante! E nem fui eu quem inventou isso, tá?

Mas é exatamente isso que não só eu constatei na vida das pessoas, como estudiosos do mundo inteiro também constataram o mesmo.

Então meu conselho é: Até nas situações mais corriqueiras do dia a dia, tente perceber suas atitudes, pensamentos, posições e sensações. É nessa observação que você encontrará todas as respostas que precisa.

Observação: Não se preocupe com o carro. Ele é só um pedaço de lata. Mande arrumar e pronto. Está novo novamente. E a conta do conserto, faça um tubo da nota e enfie no rabo do animal do seu colega barbeiro.

 

Atenção: Meu Instagram para quem perguntou é Maria Fernanda Amaral (fernandaamaralbrag)

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

 

Qual sua postura frente ao seu decote?
jan 22nd, 2016 by admin

Comoesquecerumhomem

Que belo decote! Que belas pernas! Que belo traseiro! Como investimos tempo e dinheiro na carcaça, não?! Isso é ruim? Claro que não! Gostarmos de nós, com retoque ou sem retoque é fundamental na lei da vida. Mas a questão toda é a sua postura, a sua visão frente seus dotes estéticos.

Sabe o que mais vejo hoje? Mulheres lindas, donas de corpos esculturais, trabalhados ou não no bisturi, extremamente frustradas porque não conseguem engatar um relacionamento.

E por que exatamente isso acontece?

Porque nós mulheres temos uma forte tendência de nos olharmos e nos vermos como um pedaço de carne. Afinal, “se eu for linda, com um cabelo de corte tal, com a barriga assim, o peito, a bunda…ele vai me querer”.

Eu concordo que os homens sejam seres visuais. São! Não necessariamente no peito, na bunda, ou no cabelo, mas no conjunto. Cada homem tem sua própria preferência estética. Porém tem uma coisa que faz toda a diferença na hora H: A forma como você se vê e no que acredita que pode oferecer.

Então quer dizer que se eu colocar um decote no umbigo ele vai me ver como um pedaço de picanha pendurado no açougue?

Não necessariamente!

Mas sabem o que acontece?

Normalmente…eu disse normalmente…a mulher quando coloca um decote extremamente provocativo, ela não o está usando porque acha bonito, mas sim porque quer atrair o desejo masculino. E por que? Porque ela acredita que só tenha isso a oferecer! E que se ele não a desejar pelo o que está vendo (no decote), então ele não vai se interessar!

E o que acontece?

Ele se interessa, claro! Mas pelo o que? Pelo sexo! E causal! Por que? Porque a mensagem assimilada por ele e estou falando aqui de uma comunicação silenciosa, não verbal é “eu não tenho mais nada a oferecer a não ser prazer sexual…uso meu corpo para atrair e tentar segurar um homem”.

Não estou dizendo aqui que é pra você usar uma burca. Mas pra observar o que você pensa quando coloca uma roupa com tudo a mostra. É justamente esse pensamento que faz toda a diferença! E note que é um pensamento seu com você, pra você e com relação a você. Em nenhum momento aqui eu citei “o outro”.

Minha gente! Quantas vezes eu já presenciei mulheres sem bunda, sem peito, ou com peito e bunda demais, com barriga, falando errado, fisgar os melhores partidos!

E por que?

PORQUE ELA NÃO SE SUBMETE A SE PENDURAR NO LUSTRE E FAZER UMA MÁXIMA PERFORMANCE COM ALGUÉM QUE ELA MAL CONHECE OU QUE NÃO ESTÁ DANDO O QUE ELA QUER APENAS PARA FISGAR O CABRA!

Ao contrário, ela está muito bem com ela, não corre atrás de ninguém, não aceita desaforo, morde e vira as costas se precisar.

ELA É MUUUUITO IMPORTANTE PRA ELA! ELA NEM PASSA PERTO DO AÇOUGUE! É ELA QUEM COME A CARNE!

Mulherada muito cuidado aqui! A diferença entre um decote porque “me sinto bonita nessa roupa” para “vou deixar meus peitos a mostra porque quero seduzir sexualmente um homem” são sutis, além de virem na maior parte das vezes disfarçada pela mente acostumada na desvalorização.

Pergunte-se agora: Por que eu faço isso? Por que eu acredito que preciso instigar um homem dessa forma? O que eu acredito que posso oferecer além de um par de pernas? Quem eu sou? Até onde vou? O que acredito que mereço nessa vida?

A pergunta primordial não deve “O que eu faço agora Fernanda pra ele vir rastejando? ” mas sim aquela que irá ser a chave para a sua mudança de realidade…

Eu não quero vê-la mais pendurada de cabeça para baixo, nem ao menos exposta num açougue! Eu quero é vê-la comendo a “PICA”nha! Com vinagrete, farofinha, arroz, queijinho e pão de alho.

A propósito, Luciana está linda no decotão….

IMG_20160122_013725614

 

Atenção: Meu Instagram para quem perguntou é Maria Fernanda Amaral (fernandaamaralbrag)

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

Seu corpo é seu templo
set 11th, 2015 by admin

DespertandooFascinioAula7

Um certo senhor em Jerusalém em uma era distante disse: “Meu templo é a sua casa”. E o que ele quis dizer com isso?

Duas coisas:

A primeira que ele é você. E a segunda que seu corpo, ou seja, essa roupinha que você veste aqui nesse treino de dominação da matéria é a sua “casa”.

Agora veja como você se negligencia constantemente e nas coisas mais corriqueiras da vida?

Como?

Bom, primeiro porque você pensa e dá crédito aos pensamentos. Se ao menos você desse valia aos bons pensamentos estaria valendo, mas não! Pra esses você nem dá importância. Porém, embarca de cabeça nos piores deles. E vai embora! Iniciando processos químicos extremamente nocivos em sua respiração, coração, estômago, intestino e sistema nervoso. Não é toa que você reclama de dor de cabeça, falta de ar, aperto no peito, dor de estômago, dor de garganta, nariz entupido e diarreia.

E depois não sabe o porquê de a conta estar no vermelho! O motivo das pessoas passarem por cima de você! Ora, mas você já está passando! Você antes de todo mundo já fez isso com você! Qual é a novidade? Agora mesmo, você lê esse texto já pensando na pergunta que será postada: “O que será que ele quer com isso? Virá atrás? Vai dar certo? Será que ele vai querer? ”.

É tudo “ele”, “ele”, “ele”, “a prova”, “a situação”, “a conta”, “a dívida”, “o dinheiro”, fora, fora, fora, fora…..fora….Quando seu comportamento para as coisas andarem deveria ser “eu”, “eu”, “eu”…..e mais eu…eu de novo….onde está meu “eu”?

Perceba como eternamente você entrega de bandeja seu poder a qualquer desavisado que passa? Analise aí seus pensamentos…

“Será que ele quer? ”

Ele quer? Quem tem que querer aqui afinal? De quem é a decisão? É dele mesmo?

Nunca foi! Foi sempre sua!

Você é quem escolhe passar, sentir, deixar, ficar, ir, vir, jogar fora, absorver, mandar para p$#% que o $%#* e assim por diante!

A desvalorização ocorre muito antes de qualquer ato externo acontecer. Quando acontece é porque você aí dentro com você em algum momento já vinha se desvalorizando. E esse é um processo silencioso. Ou seja, você tem pensamentos aí dentro, absorve no silêncio, inicia inconscientemente processos químicos dentro de seu corpo, que provocam a criação de uma energia específica, que além de dar diarreia (física e mental), emana deliberadamente vibrações combinadas com determinados tipos de frequência. E uma vez sintonizadas minha querida, um abraço! Lá está você aqui me perguntando o “porquê” que aquilo aconteceu ou fulano fez!

Seja sincera com você ao menos uma vez! Seja honesta, sem máscaras, sem fingimentos, sem blush ou rímel e me diga, onde por cargas d’agua você anda se levando? Quem você pensa que é pra você? O que você pensa que merece? Como você ainda pode querer que um quadrúpede daqueles ainda volte?! São simples perguntas complexas e dolorosas de serem respondidas, porém está aí a chave para você descobrir por qual caminho anda trilhando seu destino.

Pense nisso e nos encontraremos no final de semana!

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

Abolição da Escravatura
mai 13th, 2015 by admin

RedeSocial

Hoje, 13 de Maio, gostaria de promover uma Abolição especial. Não apenas a Abolição justa que lembramos anualmente pela passagem vergonhosa de nossa história, mas propor uma nova, capaz de captar a indignação, a revolta e muitas vezes até a incapacidade de ação que muitas de nós em algum momento da vida já experimentaram.

Eu quero em primeiro lugar propor a Abolição do Pensamento de Incapacidade ou até mesmo o pensamento na falta de Força de uma Mulher! Vejo que muitas ainda se utilizam daquela velha frase aprendida que ecoa por entre vossas cabeças, que diz em uníssono “Eu não consigo”.

Essa crença cega na falta de força de mudar o que não está bom, em dar um basta em determinadas situações, em colocar para fora de vossa vida quem não abastece vossa alma de alegria, em insistir que vosso coração mudou o nome para picadeiro, em aceitar comentários desrespeitosos, mesquinhos e grosseiros.

Meu voto?

Meu voto vai para o Resgate da Dignidade de cada Mulher, de cada coração destroçado por alienígenas exterminadores do amor humano. Vai acima de tudo para o “levantar” após o centésimo tombo tomado.

Para o escalar de uma montanha tão íngreme quanto os pensamentos limitantes presentes em vossas mentes. Vai para o pulso firme, fechado, contra cada criatura que acredite ser justo o abuso e ao escangalhamento dos sentimentos alheios.

Meu voto vai para a vida. Para todo ser que anda, voa, nada, respira e porque não “rasteja” (esse último foi pra mulherada com sangue nos olhos, afinal esse texto já estava muito sério…rs).

Mas agora eu quero o seu voto. O seu voto para a sua abolição. Afinal, eu não quero aqui ninguém vivendo feita escrava. Escrava do que?

Escrava desse relacionamento, escrava desse ser, escrava desse emprego, escrava desse chefe, escrava desse modelo de barriga chapada, escrava de ansiolítico, escrava de mãe, de pai, de irmã!

Chega de escravidão! Agora você é Dona de Engenho! Uma Grande Senhora! Aquela que manda e desmanda, que faz e desfaz, que muda de direção, de pensamento e de vontade a hora que bem entender. E por quê? Porque você é a Senhora de seu Destino! Não tem ninguém comandando lá em cima! Não existe outra vontade, a não ser o seu próprio arbítrio e no que você resolve acreditar todos os dias.

Eu nunca acho que eu me prejudiquei em alguma coisa. Jamais! Eu mudei! Tudo pra mim existe uma razão de ser. Se aquilo que eu aqui na cabeça queria e por algum motivo inexplicável não deu certo, mesmo eu fazendo tudo certo, então é porque aquilo não é pra mim. Pelo menos não era da forma que eu estava conduzindo, não daquele jeito, ou com aquela empresa, ou com aquela pessoa.

Eu nunca perco! Mesmo que aparentemente e na limitação de nossos olhos físicos, pareça que sim. Eu sempre faturo, mesmo no erro, mesmo na queda.

Chegou o momento da Abolição da Mulher a esses padrões impostos sei lá por quem e em qual tempo. Eu não sigo mais padrões. Eu não aceito mais o que não faz sentido. Eu não digo amém apenas porque alguém falou ou porque estava escrito num livro. Eu testo na minha própria vida. Se funcionou, ótimo! Se não funcionou, eu jogo fora.

Isso é liberdade! Isso é a Carta de Alforria que eu concedi a mim mesma e que hoje quero que você se conceda.

Sua vez!

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

Validar-se é fundamental
dez 11th, 2014 by admin

Muito tenho conversado com a mulherada ao longo das consultorias e uma falha recorrente tenho identificado no processo de valorização individual: o ato de validar-se.

O processo todas conhecem de cor e salteado. Mentalizam diariamente, pensam positivo, procuram se sentir bem, cuidam de si, mas deixam de fazer um item de extrema importância e que rege toda a orquestra da criação. Elas não validam suas próprias impressões ou sentimentos.

Elas sentem! E como sentem! Mas na hora H escutam a cabeça. E Universo, criação deliberada, realização de sonhos não é “cabeça”, não é certo ou errado, não é moralmente aceitável, aliás, a moral social nem existe! E obviamente agindo assim colocam-se na posição de desvalor automaticamente colocando a perder todo o processo que até então estava próximo da perfeição.

O escutar-se é fundamental! É mandatório! Tem a ver com confiança em si, com autoaceitação, com valorizar-se, com levar em total consideração as suas próprias impressões, é colocar-se acima de tudo e todos, é amar-se como a joia mais valiosa desse mundo!

“Fernanda não entendo o que você quer dizer com isso!”

Darei um exemplo bem prático e recorrente nos atendimentos:

Veja, você está saindo com um cristo novo. Aparentemente as coisas estão indo bem. Vocês saem, se divertem, ele parece interessado, liga, manda mensagem, se faz presente. Estão assim um mês mais ou menos. Tudo está no começo. Quando de repente você se depara com a criatura na balada com outra. Ou ainda visualiza uma foto dele com outra nas redes sociais. O que você sente?

“Ah Fernanda, eu fico chateada. Puxa vida!”

E em seguida, o que sua cabeça pensa?

“Que eu não tenho nada com ele. A gente não namora, então não tenho o direito de falar nada, nem achar ruim.”

Pronto! Olha aí a desvalorização completa!

Você sentiu, não sentiu? O peito doeu, não foi? Não interessa se foi certo ou errado sentir! Você sentiu caramba! E o que você faz? Desqualifica primeiramente você, alegando não ter direitos, em outras palavras, “não ter poder”. Em seguida, afirma que “nem pode achar ruim”, ou seja, o que eu sinto eu jogo na lata do lixo, porque o que eu sinto não tem importância pra mim e devo passar por cima de mim como um rolo compressor. E por último, desvalida suas sensações, impressões e sentimentos, validando dessa forma o que é “pseudo moralmente aceitável”.

Quem é você pra você? Um ser sem poder, sem escolha, sem valor, sem qualificação, sem confiança e sem respeito por si mesma.

Está bom pra você?!

Entende agora, onde é que você se coloca?

E o que o Universo entende? “Ela não tem valor, não tem confiança, não tem fibra, não se dá importância, se abandona na primeira. Então o que faremos? Vamos mandar a ela uns bofes que vão desvalorizá-la, traí-la, desconsiderá-la, abandoná-la, trocá-la, desrespeitá-la.”

A equação é perfeita! Você traz para sua realidade o que cultiva com você mesma! Preste atenção!

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7ModusComprar

Comprometimento x Desvalorização
out 15th, 2014 by admin

Radio05e21ApegoaoPassadoComprar

Você se considera uma pessoa comprometida com você? Você é capaz de assumir compromissos com esse seu “eu” e cumpri-lo com determinação?

A princípio você dirá que sim. Porém basta olharmos para suas atitudes diárias e corriqueiras para percebermos que não. Você se sacaneia o tempo todo. Quer ver?

Você come o que não gosta apenas para não ser indelicada? Você começa uma dieta, porém come um pedaço de bolo recheado com doce de leite, porque afinal, um só não fará diferença? Você se obriga a ir a lugares que detesta, como aniversário da tia do interior, batizados, chá de panela, chá de bebê, chá da chatice e etc? Você não vê problema algum em deixar de lado sua vontade de fazer algo apenas porque “ele” não quer? Você deixa de fazer um curso ou qualquer outra atividade física ou de bem-estar apenas porque “ele” ficará com ciúmes? Você adoraria fazer aulas de natação, porém jamais arruma tempo para se matricular? Suas unhas estão mais para mão de pedreiro do que de princesa no alto da torre? Seu cabelo está mais para “el ninho” do que algo que você gostasse de tocar?

Se você disse sim, a qualquer uma dessas perguntas, minha cara, você não tem comprometimento com você! Mas só um “sim”? Exato! As perguntas que fiz englobam seu padrão de comportamento no dia a dia e ditam de forma mandatória seu padrão vibracional e por consequência a sua realidade.

Começou uma dieta? Então a leve sério! Se leve a sério! Você e sua vida são coisas sérias! Não estamos aqui para ficar na brincadeira e assim permitirmos que outros também venham com palhaçada no nosso coração. Afinal, nossa vida não é um circo e muito menos nosso coração não é um picadeiro!!

Não tenha medo de expulsar quem tenta a todo custo a invadir. Não permita invasão! Quem manda aqui é você, não é a colega, a irmã, o chefe, a vizinha, o queridão…

Vamos ser sinceras aqui? Você está ou não ao seu lado? Mas de verdade?! Para o que der e vier? Se não está vai ficar! Nem que seja à base de chinelada! Eu não quero escutar mais a expressão “eu não consigo” ou “é difícil”, senão eu vou pegar o texto de segunda-feira e ficar publicando diariamente até entrar na cabeça!

Afinal, estamos aqui para nos sentirmos realizadas, felizes e completas. Imagine chegar lá do outro lado, olhar para trás e perceber que não viveu da forma que queria nesse planeta! Imagine se sentir totalmente anulada pela vontade de outras pessoas que nem mais fazem parte de sua realidade? Seria como ir a Paris e não comer um croissant! Ou como viver no Brasil e nunca ter tomado uma caipirinha, ter tentado dar uma de “migué”, ter deixado algo para última hora, ou ter tentado levar vantagem em cima de alguma situação (risos).

Vamos continuar comendo o bolo recheado? Ou vamos para a saladinha com grelhado?

********************

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

Siga-me no twitter: @menruntoyou

Síndrome de Incapacidade x Desvalorização
out 14th, 2014 by admin

Radio05e21ApegoaoPassadoComprar

Quantas vezes nessa vida você usou a expressão “eu não consigo” se nem ao menos ter tentado?

Lembro-me a primeira vez que meu personal trainer me disse: “Você vai correr a uma velocidade de 10 km”. Qual foi a primeira coisa que eu disse? “Mas eu não consigo.” E ele retrucou “consegue sim, quer ver?”. Eu paguei para ver e realmente corri na tal velocidade. Morrendo é claro (risos), mas corri! E me senti muito bem ao final do treino. Com o sentimento de dever cumprido, com pensamento de “eu posso”.

E você acha que com as outras coisas é diferente em sua vida?

Lembro-me também como eu morria de medo de falar em público. Tinha verdadeiro pavor, de dar dor de barriga e tudo. Olhe para mim agora! Descobri um dom que nem eu sabia que tinha.

Agora eu quero que você analise as mais diversas situações de sua vida e identifique que para tudo, antes mesmo de tentar, você já começa com a ideia do “eu não consigo”. E é para tudo hein! Você usa a desculpa do “eu não consigo” até para aparelhos que são regidos por você! Que aparelho? Sua cabeça!

Você vive agoniada! Você é praticamente a agonia plasmada em forma de gente, com um cabelinho em cima. Você já se viu dessa forma? Mas é o que você é hoje, porque você escolheu ser assim!

Eu também um dia já fui uma agonia loira personificada! E ainda hoje (eu disse ainda hoje) as vezes e sorrateiramente a pomba gira Maria Padilha da Agonia baixa em mim e faz um estrago. Por alguns minutos, é claro, pois recobro meu centro rapidamente. Mas que ela vem, ah isso vem! E quem paga o pato? Minha mãe! Santa mulher! (risos).

Só que tem um pequeno grande “pobreminha” (“pobreminha” porque é de pobre): Essa síndrome de incapacidade generalizada a coloca numa posição de “pequena”, “fraca”, “sem poder”, “sem qualidades”, em outras palavras, uma giárdia do universo. E essa é uma das formas mais cruéis de se desvalorizar. Não sabe o que é Giárdia? Procura no Google!

Profira a expressão “eu não consigo”, o Universo entende: “Giárdia do Universo”? Joga desgraça nela. Diga não aos desejos dela. Corte o fluxo do dinheiro. Coloque escassez no amor. Faça-a bater o carro. Seja assaltada. Já está bom? Ou quer mais?

Quer continuar fazendo isso com você? Fique a vontade! A vida é sua! Você é a senhora do seu destino. O universo só diz “amém, que seja feita a VOSSA vontade”, ou seja, que seja feita a sua vontade minha amiga!

Entenda de uma vez por todas: VOCÊ PODE TUDO! Você pode criar e destruir. Você pode construir e fazer virar poeira cósmica. Você pode escolher o que vai experimentar no minuto seguinte. Você escolhe o tom do loiro minha santa! Você escolhe o esmalte! Você está sempre escolhendo. Assim como está escolhendo agora a ler esse texto e ficar com essa cara de “ai ai ai eu sou giárdia do universo”. Não quero ser giárdia! Quero ser Angelina! Ok, nem tão ossuda, mas Angelina! Eu quero o Brad, a boca e o dinheiro!

Síndrome de incapacidade? Agora você já sabe!

********************

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

Siga-me no twitter: @menruntoyou

Cama x Desvalorização
out 13th, 2014 by admin

Radio05e21ApegoaoPassadoComprar

A mulherada de uma forma geral não tem a mínima consciência da forma como se desqualifica ou desvaloriza. Fazem as coisas como que automaticamente sem se dar conta da real importância de cada ato ou posicionamento.

Por exemplo: Em quanto tempo você vai para a cama com um homem? Aposto que a maioria dirá três encontros. Mas será que três míseros encontros são suficientes para o identificarmos como merecedor da cereja do bolo?

Eu sei que pode parecer um tanto antiquado o que eu digo, mas será que não banalizamos demais essa questão? E vou além? Será que não banalizamos nosso próprio valor? Afinal, se sou algo de valor inestimável para mim mesma, como posso me dar de bandeja a alguém que nem conheço?

Então você poderá dizer: “Mas será que o fato de eu fazê-lo esperar um pouco mais, não parecerá que não estou interessada ou me fazendo de difícil?”

Não se você demonstrar que está feliz com a companhia dele, assim como demonstrar desejo. Você se sente atraída por ele, apenas ainda não se sente tão à vontade para liberar geral.

Acredite! Se estiver realmente interessado ele sentirá prazer em esperar um pouquinho. Aliás, ele na verdade espera que você o faça esperar, que seja seletiva, que não se entregue facilmente, que demonstre VALOR!

O que você acha que ele prefere? Alguém que vai para o apartamento dele sem grandes esforços, ou alguém que até vislumbre a possibilidade de fazê-lo uma visita, mas no seu próprio tempo?

“Ah Fernanda, mas se eu não fizer tem outra esperando já de boca aberta”.

Que ela o faça então e não você! Afinal, você não é “tira gosto”, muito menos “Disk Pizza“!

Quando você se valoriza, você vai ao seu tempo e não no dele. Você simplesmente não cede a pressão apenas com o intuito de segurar um homem. Você primeiro vai se fazer algumas perguntas, como:

1)      Quem ele é?

2)      Ele vale a pena?

3)      Ele parece ser merecedor da cerejinha do bolo?

4)      Ele parece me respeitar, se esforça para agradar, se mantém presente e demonstra segurança de objetivos?

Conseguiu responder a essas perguntas com segurança? Não force! Apenas tente responder com convicção. Consegue? Então ok! Libere o pacote completo! Ficou em dúvida? Então espere mais um pouco.

Meu marido esperou quase três meses para então provar da mamãe aqui que vos escreve! E acredite, homem quando está interessado numa mulher, não vai desistir assim tão fácil. Ao contrário disso, você se tornará um desafio pra ele, afinal você tem VALOR! Você será o “CUme” do Everest, o qual ele pagará $ 40.000 para um Sherpa ajudá-lo a escalar e se for preciso o fará até sem oxigênio.

E isso minha querida, não será em uma semana ou em três encontros. Você precisa de tempo. Você precisa de análise. Você precisa de observação.

Pra que a pressa? Vamos com calma…Afinal, com calma e com jeito se chega ao “fiofó” do sujeito!
********************

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

Siga-me no twitter: @menruntoyou

Mensagem medíocre não se responde
jul 16th, 2014 by admin

Porque será que você não consegue deixar de responder a uma provocação? Ele fala uma frase totalmente esdrúxula, sem cabimento, sem nexo, concordância verbal ou nominal e você se dá ao trabalho de responder?

Deixe-me ensinar uma coisa a você: Mensagem medíocre não se responde minha cara.

Quando você responde a algo que você tem a plena consciência que é desrespeitosa, desconsiderável ou desvalorizável para sua pessoa, você desce ao nível de que o outro indivíduo deseja. É como se ele puxasse a cadeira da “desvalorizada” e você sentasse.

Veja, ele sabe que faltou com respeito. Ele sabe que a insultou. Ele sabe conscientemente que está tentando fazer com que você fique na exata posição que ele deseja quando age assim. Se você responde, você se rebaixa.

Mas então o que devo fazer se ele me tratar com desrespeito, falta de educação, grosseria, insulto, sarcasmo, desvalorização ou desconsideração? Silêncio absoluto! A melhor resposta é o silêncio.

O silêncio para o homem é como um tapa na cara. É como se você dissesse: “Eu entendi muito bem o que você tentou fazer, porém não permito esse tipo de tratamento comigo. Você, meu querido quadrúpede, não chegou nem perto de me fazer curvar.”

Ele entende! Na hora! Perfeitamente! Alto e em bom que só o silêncio é capaz de fornecer.

E se ele insistir? Continue sem responder! Até que ele retome a educação e o respeito habitual. Afinal, um homem precisa saber qual é o limite em que ele pode ir. E acredite, ele vai testando até que você o imponha. Ele não vai parar. Ele é igual bebê, lembra? Um bebê testa a mãe. Ele chora, grita, se joga no chão, sai correndo no meio da rua, vomita a comida, faz xixi na fralda sequinha, tudo isso para saber qual é o limite.

Com homem? A mesma coisa! Você dá o tom. Você rege a orquestra. Você dá as cartas. Você diz se serve ou não. Se gosta ou não. Se permite ou não. É você minha cara, não ele!

Ficar batendo boca, discutindo mediocridade não é para você. Você é prática. Você é direta. Você não rodeia. Você é certeira como um míssil. Ou ele dança sua música, ou está fora do salão!!

Você não tem que se submeter aos caprichos de terceiros. Você não tem que se sujeitar ser a outra, a segunda opção, o pneu reserva, a chave sobressalente. Não tem!!

Você não quer viver de couvert! Você quer a entrada, o prato principal, a sobremesa e o cafezinho! Você quer a ceia completa e não só ficar no pãozinho ou pior, nas migalhas!

Migalhas do Universo nunca mais!

Entendeu?!

Siga-me no twitter: @menruntoyou

ProsperidadeComprar

Porque as mulheres se desvalorizam tanto?
set 22nd, 2013 by admin

Cadastre-se no meu ao lado para receber nossa Newsletter diária!

 

Recebo várias mensagens diariamente de mulheres do mundo inteiro e o que acho mais interessante é a forma como essas mensagens começam. É sempre assim: “Sou insegura, tenho muito ciúmes….” E termina assim: “Faço qualquer coisa para tê-lo de volta, estou disposta a mudar, pois sei que errei muito…”.

Porque as mulheres se desvalorizam tanto? Porque a mulher sempre está se colocando a baixo do homem?

Ora, se você se sente insegura, será que a culpa é sua ou será que é ele que não lhe passa a segurança necessária? Claro que existem casos em que a mulher vê coisa onde não tem e acaba por colocar o relacionamento a perder, porém o que vejo é que uma mesma mulher pode ser extramente insegura com um homem e ser totalmente segura e dona de si com outro. Então, volto a perguntar: De quem é o problema?

A mulher sempre acha que o problema está nela, que ela é a culpada pelo relacionamento simplesmente desmoronar, por ele a abandonar, por ele a trair e etc.

Ok! Se formos olhar pelo lado da bioenergética, ou seja, do que atraímos para nós pelos nossos pensamentos e pela forma como nos tratamos, de fato somos culpadas.  Portanto o melhor sempre a fazer é nos colocarmos em primeiro lugar! Em primeiro lugar em tudo! Nós somos o centro do universo em nossa vida! E não o outro!

O que vejo são mulheres se apagando completamente em prol de homens que não dão o mínimo valor para todo o esforço que elas estão fazendo. E por se apagarem inteiras, eles por sua vez olham para elas e o que eles veem? NADA! Eles veem um nada! E aí o que fazem? Vão embora… claro!

Porém quando a falta de valor acontecer, não se rebaixe ainda mais. Não implore nunca pelo amor de um homem! Não peça atenção! Não peça carinho! Não entre em desespero como se o mundo fosse parar só porque um homem te abandonou! O mundo não vai parar! E você terá que pegar o que sobrou e recomeçar! Ou se vingar (risos). Essa é a melhor parte!

Dizem que vingança é um prato amargo, porém eu acho a vingança um prato muito saboroso. Um manjar dos Deuses! Uma pirraça bem feita é maravilhosa! Principalmente quando fazemos para alguém que nos machucou tanto. Não tenho pena! Eu mordo mesmo! Para machucar! Que delícia!

Portanto se você está passando por uma situação assim, antes de cometer a insanidade de correr atrás de um homem, se desesperar, implorar para que ele não a abandone. PARE! PARE AGORA! Respire fundo! E leia os artigos que estão nesse site. Eles a ajudarão muito a seguir os passos para que esse mesmo homem que te esnobou e humilhou, peça para voltar e a trate com todo o carinho e dedicação que você merece. Ou se você quer apenas dar uma lição em um homem sem escrúpulos, também siga os textos desse site e faça-o se arrepender por ter cruzado seu caminho, ok?

Abraços a todas!

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance:WordPress   »  Style:Ahren Ahimsa
© Todos os direitos reservados