SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
Faça essa Dor Parar – Lançamento em Áudio
nov 16th, 2015 by admin

Façaessadorparar

 

Você já se perguntou o porquê dessa dor?

Claro que a princípio você dará respostas automáticas do tipo: Ele me deixou, A pessoa me fez tal coisa, Estou passando por uma situação financeira, Fui traída, Fui trocada, Fui largada, Estou sendo rejeitada, Ele não tem consideração por mim, Ele não me assume e por aí vai.

Respostas não vão faltar.

Mas você reparou numa coisa?

Sua resposta independente qual foi, sempre está direcionada a um terceiro elemento? Seja um ex namorado, um ex marido, mãe, pai, irmãos, amigos, chefes, dinheiro, emprego…

E mais…

Reparou como tem certas situações na sua vida que se repetem?

Você até diz: “Não é possível que isso está acontecendo de novo! ”

Por que será? Você já se perguntou? Por que será que você de repente se vê obrigada a passar por tamanha dor? Como será que faz para ela parar? Tem data? Tem jeito? Tem remédio?

Talvez você esteja se sentindo tão cansada, tão exausta, de tudo o que andou vivendo nos últimos tempos que possa até faltar forças. Talvez você acredite que não exista saída para essa sua situação. Talvez a revolta, a ira e até a depressão já tenham batido em sua porta.

Mas eu vou além….

Talvez você apenas não esteja interpretando a dor da forma correta. Talvez a vida esteja tentando desesperadamente mostrar-lhe algo que você insiste em virar o rosto. Talvez seja apenas um mísero detalhe, que você esteja deixando passar….

Pois eu digo a você:

“A VIDA ESTÁ FALANDO COM VOCÊ AGORA. SEU CORPO ESTÁ FAZENDO COM QUE VOCÊ SINTA ISSO QUE TANTO DÓI, PARA QUE VOCÊ OLHE PARA VOCÊ. PARA QUE VOCÊ POSSA VER O QUE ESTA ACONTECENDO E ASSIM POSSA PROMOVER AS MUDANÇAS NECESSÁRIAS PARA QUE ASSIM OBTENHAS O QUE TANTO DESEJAS. ”

Olhe para essa sua situação de agora. Note o que você está sentindo. Veja como você sente lá no centro de seu peito. Aperta? Machuca?!

Claro!

É seu corpo falando com você!

Você não precisa sofrer assim. Não precisa sentir o que vem sentindo. Você pode descobrir agora mesmo como parar de sofrer, como parar a dor.

Você pode! Pode já!

Se você está sofrendo, sentindo dor no peito e já não aguenta mais, então esse áudio é para você.

Faça essa dor parar!

frase-um-amigo-me-chamou-pra-cuidar-da-dor-dele-guardei-a-minha-no-bolso-e-fui-clarice-lispector-98584frase-a-dor-e-inevitavel-o-sofrimento-e-opcional-carlos-drummond-de-andrade-95470

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

Você sabe o que é paz?
out 30th, 2015 by admin

Euqueromelhorar_Passo2

E então? O que vai ser? Sua vida transformada naquele inferno que você conhece bem? Ou em uma paz capaz de deixar-lhe em posição de criação, realização e satisfação?

Paz? Acho que você não sabe o que é.

Você aprendeu e se acostumou a viver no inferno, no drama, no pavor, no medo, na insegurança. A angústia e a ansiedade são companheiras fiéis de todos os dias. Elas já a acompanham há anos, maltratando sua alma, seu corpo e suas experiências nesse mundo físico.

O quê? Você tem medo de deixar para trás certos comportamentos, pois achas que serás punida e enviada as profundezas do inferno? Foi isso mesmo que te disseram? E você embarcou nisso e passou a viver presa, negando seu ser, suas vontades e instintos, apenas para não sair do modelito imposto?

Inferno? Medo de ser enviada pra lá?

Mas olhe sua vida agora! Você já está nele! Não existe céu, paraíso ou inferno como um lugar físico! Não existe purgatório nem tão pouco umbral!

O umbral, o purgatório, esse céu, tal como inferno, está dentro de nós. Afinal, quantas vezes você estava num lugar lindo, com pessoas sorrindo, com música, comendo uma comida aparentemente maravilhosa e não conseguiu sequer apreciar o sabor do alimento? Quantas vezes você olhou um pôr do sol lindo e ao invés de se sentir em estado de contemplação por poder presenciar esse espetáculo da natureza, você na realidade estava em pânico porque “ele não ligou”? Quantas?! Conte aí! Inúmeras!

E aquela vez que você comia um pastel com caldo de cana no carrinho da esquina? Bem ali em pé! Você foi tomada por uma alegria, uma satisfação! Isso é paz! Você gastou uma mixaria e foi feliz!

E então? O céu está onde mesmo? E o inferno?

Bem na sua cabecinha de franga!

As pessoas em nossa vida vêm e vão. Os amigos, os colegas de trabalho, os boys, as curvas de rio…Tudo vem e tudo vai. A única coisa para sempre que podemos garantir de fato, é o Você com VOCÊ. É a única certeza que temos. Sendo assim, pra quê transformar seu interior nisso que vivemos? Por que permanecer com os nervos à flor da pele por causa de um outro corpo? Por que não se dar paz, tranquilidade e proteção? O que falta ainda para que você entenda que viver no surto 24 horas por dia não resolverá as coisas, não o fará voltar, nem arrumar um marido?

Medo é o oposto de satisfação.

Pavor é contrário a felicidade.

E a paz mora longe da ansiedade.

Que tal lhe dar um final de semana de paz? Que tal afastar todos os pensamentos que lhe roubam esse estado de amor para com você? Que tal passar um final de semana inteiro sem entrar em redes sociais, Face, Insta, Whats, Skype e afins? Que tal dar-se de presente apenas dois dias?

Vamos tentar?

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

Seu corpo é seu templo
set 11th, 2015 by admin

DespertandooFascinioAula7

Um certo senhor em Jerusalém em uma era distante disse: “Meu templo é a sua casa”. E o que ele quis dizer com isso?

Duas coisas:

A primeira que ele é você. E a segunda que seu corpo, ou seja, essa roupinha que você veste aqui nesse treino de dominação da matéria é a sua “casa”.

Agora veja como você se negligencia constantemente e nas coisas mais corriqueiras da vida?

Como?

Bom, primeiro porque você pensa e dá crédito aos pensamentos. Se ao menos você desse valia aos bons pensamentos estaria valendo, mas não! Pra esses você nem dá importância. Porém, embarca de cabeça nos piores deles. E vai embora! Iniciando processos químicos extremamente nocivos em sua respiração, coração, estômago, intestino e sistema nervoso. Não é toa que você reclama de dor de cabeça, falta de ar, aperto no peito, dor de estômago, dor de garganta, nariz entupido e diarreia.

E depois não sabe o porquê de a conta estar no vermelho! O motivo das pessoas passarem por cima de você! Ora, mas você já está passando! Você antes de todo mundo já fez isso com você! Qual é a novidade? Agora mesmo, você lê esse texto já pensando na pergunta que será postada: “O que será que ele quer com isso? Virá atrás? Vai dar certo? Será que ele vai querer? ”.

É tudo “ele”, “ele”, “ele”, “a prova”, “a situação”, “a conta”, “a dívida”, “o dinheiro”, fora, fora, fora, fora…..fora….Quando seu comportamento para as coisas andarem deveria ser “eu”, “eu”, “eu”…..e mais eu…eu de novo….onde está meu “eu”?

Perceba como eternamente você entrega de bandeja seu poder a qualquer desavisado que passa? Analise aí seus pensamentos…

“Será que ele quer? ”

Ele quer? Quem tem que querer aqui afinal? De quem é a decisão? É dele mesmo?

Nunca foi! Foi sempre sua!

Você é quem escolhe passar, sentir, deixar, ficar, ir, vir, jogar fora, absorver, mandar para p$#% que o $%#* e assim por diante!

A desvalorização ocorre muito antes de qualquer ato externo acontecer. Quando acontece é porque você aí dentro com você em algum momento já vinha se desvalorizando. E esse é um processo silencioso. Ou seja, você tem pensamentos aí dentro, absorve no silêncio, inicia inconscientemente processos químicos dentro de seu corpo, que provocam a criação de uma energia específica, que além de dar diarreia (física e mental), emana deliberadamente vibrações combinadas com determinados tipos de frequência. E uma vez sintonizadas minha querida, um abraço! Lá está você aqui me perguntando o “porquê” que aquilo aconteceu ou fulano fez!

Seja sincera com você ao menos uma vez! Seja honesta, sem máscaras, sem fingimentos, sem blush ou rímel e me diga, onde por cargas d’agua você anda se levando? Quem você pensa que é pra você? O que você pensa que merece? Como você ainda pode querer que um quadrúpede daqueles ainda volte?! São simples perguntas complexas e dolorosas de serem respondidas, porém está aí a chave para você descobrir por qual caminho anda trilhando seu destino.

Pense nisso e nos encontraremos no final de semana!

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

E esse chega que volta?
abr 23rd, 2015 by admin

Manipulação Masculina Aula1



Sustentar uma posição firmemente, convicta e convencida acho que é uma das coisas mais difíceis para nós mulheres. Quanta dúvida! Quanta incerteza! Quanta insegurança se estamos ou não tomando a decisão correta! E a gente não se aguenta nas pernas! Não! De forma alguma! Da mãe a manicure, temos que perguntar a todas! Todos devem ter um parecer sobre o assunto, para que então possamos reunir os prós e contras e só daí quem sabe sair uma decisão que podemos “comunicar”.

Dá pra ser sincera com a gente assim? Quantas vezes na sua vida você tomou uma decisão e começou a seguir em frente tremendo feito gelatina e quando virou a esquina, voltou correndo e disse “então vamos reconsiderar?”. Acho que umas mil vezes, né?! Que raiva!

Não chegou! Não chegou no limite! O tamanho do cansaço, da dor, do sofrimento ainda não chegou onde deveria. Então você continua….

Acho que isso está mais para carne de vaca do que para namoro. Quando a gente pensa que a coisa vai, não vai. Quando achamos que “agora chega”, não chegou. Quando acreditamos que “agora ele não vem mais atrás, afinal, eu disse aquilo naquele dia e….”, aí ele volta. Dá pra ficar em sã consciência nessas circunstâncias?

Já somos meio pancadas das ideias, já surtamos com uma ponta de cabelo duplo, depois que gastamos o fim do saldo do cartão de crédito naquela selagem de liso extremo platinado, estamos sempre “d e s e s p e r a d a s” e sem saber o que fazer, ou melhor, dizendo “perdidas”, imaginem agora no meio do olho do furacão de um “chega que volta”?

Não minha querida colega, não dá para manter a calma. Definitivamente só com muita vela pra queimar! A coitada da pomba gira já está com o saco na lua de tanta mulher. Eu então estou quase sendo chamada no além para dar explicações sobre essa enxurrada de mulher em pânico querendo uma solução! Eles até já tentaram terceirizar uma parte dos atendimentos com os pretos velhos, mas esses na primeira leva já disseram “Não dá! Sem condições! Estamos com labirintite!”.

“E então Fernanda o que é que eu faço?”

Nada!

Está em pânico? Em surto? No auge do desespero? Então pare! Chega de tentar consertar algo já degringolado! Calma! Dê uns dias a você, a ele, ao problema e a pomba gira! C A L M A! Nada é tão grave assim! Nada vale tanto, ou tem tanta importância frente a você como ser eterno, que já vem batendo bolsa há séculos e ainda vai bater muito mais nesse infinito.

Tudo se resolve na calma, no discernimento, quando estamos seguras de nós. Ou você já ouviu dizer que Donald Trump senta-se à mesa de uma negociação apavorado, inseguro e acendendo vela pro caboclo pena verde?

Não minha gente! O loiro cor de rosa vai seguro, chique naquele terno Armani, com cara de poucos amigos e ainda aponta aquele dedo do ET e diz “You are fired!”.

E então minha cara? Quando você vai começar a pensar no que é melhor para sua Cia multimilionária? Donald está lá só no “fired”. E você está onde?!

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance:WordPress   »  Style:Ahren Ahimsa
© Todos os direitos reservados