SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
A primeira grande decepção amorosa
jun 17th, 2014 by admin

ProsperidadeComprar

Ainda me recordo da primeira vez em que tomei uma porrada daquelas. Sabe, como se um caminhão tivesse pego você de frente? Pois é. Só de escrever essas primeiras frases já começo a rir. Porque se você parar para analisar a coisa nos parece tão trágica, tão dramática que chega a ser cômica.

Ah, aquela sensação de ninguém me ama, ninguém me quer, eu vou ser freira no São José! E você pensa isso e acredita nessa baboseira. Logo você! Cheia de amor para dar!

A minha primeira grande decepção aconteceu aos 22 anos. Como eu era ingênua, boba, imatura, lesada mesmo, para falar a verdade. E chorei e sofri por um Zé ninguém! Claro que antes disso tive uns namoricos que até me fizeram chorar, assim, por cinco minutos, mas nada como esse dos 22 anos.

Dava uma dor no estômago, uma dor no peito, que parecia que nunca iria passar. Eu não tinha vontade de mais nada. Música me irritava, novela me enervava, a luz do sol eu queria apagar. Enfim, drama em cima de drama.

De repente, eu comecei a perceber que o dia continuava amanhecendo. E os passarinhos continuavam cantando, que o lixeiro continuava passando todas as manhãs, que o meu cabelo continuava crescendo, tanto é que eu tinha que retocar a raiz do meu super loiro. Ora, então não era o mundo que havia parado, era só a minha cabeça. Pois meu corpo continuava respondendo. Eu não morri, contrariando todas as sensações de infarto fulminante que eu sentia no peito. Eu estava bem ali, vivinha da silva! O planeta não parou para que eu descesse. Não adiantava eu ter me arrependido de reencarnar, pois a vida insistia em puxar-me para dentro dela. Se era para morrer, então que fosse com a raiz do cabelo feita!

Então eu percebi que eu ainda estava ali. E iria continuar ali dentro de mim por toda eternidade. Logo, era melhor que eu fizesse as pazes comigo e me colocasse em pé! E foi o que eu fiz. Não preciso dizer, que alguns poucos meses depois, esse mesmo ser, pobre claro, que me fez sofrer, veio atrás e etc. Mas ele só veio atrás, para me mostrar uma coisa: Que eu merecia algo muito melhor. Que a vida tinha razão em me afastar de alguém como ele. Que eu estava cega e talvez sozinha teria que fazer muita besteira e sofrer mais ainda até me dar conta de que “aquilo”, não tinha que fazer parte de minha existência.

E a vida tinha razão. Mais de dez anos depois, o ser continua pobre. E agora está careca! Pobre, feio e burro, é muita desgraça para uma pessoa só. Isso sim é que é drama minha gente!

Então, esse texto vai para aquelas que estão sofrendo. Principalmente as mais jovens, que talvez seja a primeira vez, que experimentem esse mix de sensações estranhas.

Escute-me: Confie na vida. Confie em sua proteção natural. Confie que o melhor sempre virá até você. Volte seu foco inteiro para você e deixe de lado os motivos que o levaram agir assim ou assado. Nada mais importa. Só o seu bem-estar. Só a sua felicidade. Só a sua vida. Se de fato, foi apenas um desvio de posicionamento vibracional seu, você agindo assim do jeito que estou dizendo, fará com que as coisas se resolvam, caso contrário, tenha a certeza que a vida a está livrando de coisa muito pior e de um sofrimento muito maior.

Na minha vida, isso nunca falhou e tempos depois sempre tive a prova de que tudo foi feito para o meu melhor. E por quê? Porque eu estava ao meu lado.  Se eu estou ao meu favor, quem pode estar contra mim?

Siga-me no twitter: @menruntoyou

ConsultoriaComprar

SaberDizerNaoComprar

FiqueporcimacomprarHomemComprarIIModusComprar
Defesas_Energéticas

Solte seu problema ao Universo – Parte 2
jan 30th, 2014 by admin

ConsultoriaComprar

Ontem comecei explicando sobre como é o funcionamento da mente, sua forma de operar em seu “eu consciente” e pedi ainda que você se observasse por 24 horas. Você fez isso? Percebeu como a cabeça é um aparelho engraçado e até meio burro eu diria? Sim burro! Pois ela não quer saber se aquilo é absurdo, patético, muito menos dramático demais. Ela só quer saber de trazer a tona, todas as possibilidades mais catastróficas aprendidas por você, por intermédio de padrões de comportamento “escutado” de terceiros.

Ora, então significa dizer que se ela aprendeu a pensar um monte de besteiras sem tamanho, também pode pensa o que é melhor? E a resposta é clara e direta: Sim!

Então vamos colocar aqui um passo a passo para facilitar vossas vidas?

Ok!

Passo 1: O Cansaço

Esse é quando o processo está começando. Você sente um cansaço imenso por tudo o que vem passando nos últimos tempos. Você não se aguenta mais. Você não suporta mais esse assunto. Você não tolera mais chorar, sofrer e se lamentar. Você compreende que precisa continuar com sua vida, com suas coisas e que esse tipo de comportamento sofredor precisa acabar. Nessa fase, você de fato está muito exaustada com tudo. Você está fazendo qualquer coisa para que isso que você sente vá embora.

Tudo bem! Esse é o começo minha cara! E é um momento em que eu fico muito feliz por você! Finalmente você está chegando ao fim dessa situação!

Passo 2: A Consciência

Tome consciência do funcionamento de sua mente (conforme expliquei no artigo Solte seu problema ao Universo – Parte 1).

É de suma importância você entender que esses pensamentos repetitivos, cíclicos, obsessivos e extremamente dramáticos fazem parte do processo. A mente é “paga” para fazer isso com você. Mas ela não é você. Ela é um aparelho. Domine sua mente senão ela domina você. Caso contrário, quando se der conta estará “babando colorido”.

Passo 3: A Culpa

Elimine essa palavra do seu vocabulário. Você fez tudo o que sabia e o que podia! Você tentou de tudo! Você se anulou para a coisa melhorar e ela ficou pior! Você se transformou em um nada para que “ele” se sentisse um “tudo”. Você se matou de esperar, de dar chances e mais chances, de rezar, de brigar, de falar e nada adiantou.

Então…

Ok!

Não deu! Tudo bem! Está tudo bem! O universo continua se expandindo mesmo assim! O sol continua nascendo! Homens sem qualidade continuarão existindo! Gucci continuará lançando sua nova coleção! Graças! Nem tudo está perdido!

Então minha linda, você fez o que deu pra fazer, do jeito que deu, da forma que deu e foi a melhor forma que tinha para a situação. Você fez sim o seu melhor que sabia! Então está tudo certo!

Pare de ficar pensando: “Ah se eu tivesse agido assim ou asado”, “Ah se eu tivesse mudado em tal ponto”, “Ah se eu tivesse ficado quieta”.

Não! Pare! Você fez o que deu naquela época pra aquela situação! E ponto final!

E se alguém vier com “deveria” para você manda para aquele lugar que você sabe bem!

Passo 4: O Ódio

Agora vem a parte que eu mais gosto. É a hora em que você junto tudo que está ai dentro martelando, te empurrando pra dentro e a corroendo e usa um mantra que eu simplesmente acho o melhor:

“Om namah shivaya…..” (começa com um mantra indiano…rs)

“VAI PARA A PUUUUUUTA QUE TE PARIU” ….seguido de …….”FOOOODA-SE TUDO”….

Atenção para a entonação no “UUUUUU” e no “OOOOOOO”

Mas você tem que fazer de coração, de corpo e de alma. Tudo junto! Manda mesmo! Coloca ar no pulmão e puxa lá de dentro!

Eu não estou brincando! É isso mesmo! Funciona! Liberta!

E aí você vai cair num choro ou numa gargalhada (risos). Cada uma é uma! Mas o importante é que você está arrancando de suas vísceras o que estava até então impregnado.

Fez? Ótimo!

Passo 5: A Eliminação

Bom, agora é importante que você elimine tudo o que possa fazer você se lembrar dele. Elimine fotos, vídeos, cartas, coisas, face book, bloqueie tudo, inclusive amigos em comum.

Dane-se o que vão pensar! Que pensem o que quiserem. Agora você é mais importante! Você está num processo de cura! Então coragem e saia eliminando todo mundo.

Sabe aquela amiga que fica vindo fazer fofoca? Manda ela para “puta que pariu” também. Fuja dela! Suma dessa gente! Não se permita mais ser invadida por esse tipo de coisa.

E não entre mais naquela merda de face book do infeliz, ok?

Passo 6: O Pensamento

Agora vamos para a sua cabeça. Veja, ela vai continuar a trazer-lhe os mesmos pensamentos. Qual o jeito de explicar a ela que não deves mais pensar nisso? Simples! Substituindo por pensamentos que a fazem se sentir melhor.

Mas quais pensamentos? Dos mais variados: Estou no caminho certo, O Universo trabalha ao meu favor, O Universo sabe o que é melhor mesmo eu agora não tendo consciência disso, George Clooney pelado, Está tudo certo no Universo, O Universo está trabalhando agora para trazer alguém ótimo pra mim, George Clooney pelado, Eu agora vou me dedicar a mim mesma, Vou me dar toda atenção, George Clooney pelado….pelado…pelado….

Façam isso e perceberão como em apenas 15 dias tais pensamentos começam a ficar mais esporádicos. Além disso, aquela sensação de aperto no peito começa a sair.

Tenha fé em você, tenha força, tenha coragem e mude o que não a está fazendo bem!

Ficou claro???

Siga-me no twitter: @menruntoyou

 


 

 

Solte seu problema ao Universo – Parte 1
jan 29th, 2014 by admin

ConsultoriaComprar

Resolvi fazer esse artigo em duas partes, visto o detalhamento e o passo a passo que desejo ensinar a todas vocês. Talvez para algumas, seja o ato mais difícil que irão fazer desde que nasceram e requer uma dose extra de coragem, determinação e amor para com você mesma.

Noto uma infinidade de mulheres que estão amargando um sofrimento, uma angústia e uma agonia sem tamanho, seja por qual motivo for. Perdem-se num emaranhado de pensamentos catastróficos, pessimistas, pequenos e sem importância real.

O sofrimento é tanto que mesmo que eu explique que a vossa realidade só será alterada quando você mudar a forma como vê as coisas por dentro, é em vão.

Você diz simplesmente: “Eu não consigo soltar. Como eu solto?”

Em primeiro lugar quero que você pense o seguinte: Daqui a 100 anos você não estará mais aqui. Logo, esse seu problema que você acha e acredita ser tão importante também não existirá. Aliás, nem a pessoa objeto de seu sofrimento também não estará mais aqui. Nada mais do que você vê hoje com seus olhos físicos também não existirá mais.

E para onde você vai? Exatamente de onde veio: Para o Astral, para outros Planetas, Bater bolsa no Universo, Traçar uns alienígenas, não sei. O que eu sei é que eu não vou para essas tais de Colônias Espirituais. Eu não vou! Eu já conversei com meus mentores e não vou! Ah não! Aquela gente falando mole, de camisola bege e sandália rasteirinha, não é pra mim! Eu gosto de salto alto, vestido justo e de saracotear para cima e para baixo. Ficar sentada num jardim com aquele olhar de “nada versus nada”, credo! Prefiro ser enviada para um terreiro para trabalhar aqui na Terra. Pensa bem (risos)! No terreiro vão me dar champagne, batom, comida, cigarro (eu não fumo, mas depois de morta vou começar) e mais tudo aquilo que eu pedir. E de quebra as quartas-feiras ainda tem batucada! Olha que beleza! Está decidido: Serei Pombagira após meu desencarne!

Pronto, meu momento de alucinação matinal passou! Vamos voltar….rsrs

Mas a questão é que esse seu problema, o qual você está se descabelando e fazendo todo esse dramalhão, uma hora vai ter que acabar. Você pode escolher acabar já, agora aqui comigo, ou levar meses e até anos. Então pra quê prolongar uma situação a qual a está fazendo sofrer tanto? Está bom assim? Não está, certo? Então que tal provar do meu remédio?

Eu afirmo a você que está em suas mãos mudar a sua realidade, apenas mudando você por dentro. E não é tão difícil assim, como você imagina. Requer apenas uma dose de coragem somada a um pouco de persistência no começo. Mas é só no começo! Pois muito em breve, esses pensamentos horrorosos e persistentes que você tem hoje deixarão de existir. E sabe por quê? Porque a mente é um aparelho que aprende por repetição. O que significa dizer que da mesma forma que você a ensinou a pensar: “Será que ele virá atrás de mim? Será que ele vai se arrepender? Como uma pessoa que se dizia amar tanto de repente me largou? Por que isso aconteceu?” e dá cinco minutos e volta: “Não me conformo! Será que ele pensa em mim? Por que será que ele fez isso? O que ele está fazendo?” e mais cinco minutos depois “Será que ele ainda pensa em mim? Será que ele nunca gostou de mim? Por que ele fez isso? Mas por quê?”…e não tem fim.

Percebe como é uma característica viciosa, repetitiva e cíclica?

Pois é minha cara! É a função da mente consciente! A função de lembrar das coisas as quais você colocou lá dentro. E ela vai continuar lembrando, até que você diga a ela que esse assunto não tem mais importância em sua vida e que agora ela deve se preocupar com outras coisas.

Eu quero que hoje até amanhã no próximo texto você observe sua cabeça. Perceba o funcionamento dela. Perceba os movimentos repetitivos que ela faz. Note sua operação, seu modo de se comportar e o que exatamente desencadeia tais comportamentos.

Amanhã voltarei com o processo de “soltar” na prática.

Siga-me no twitter: @menruntoyou

 


 

 

Como esquecer o ex
nov 27th, 2013 by admin

   

Existe fórmula mágica onde num piscar de olhos você o esqueça definitivamente? Infelizmente ou aparentemente não! Se bem que a grande maioria das mulheres parece esquecer o ex rapidamente quando outro Cristo aparece em vossas vidas. Mas enquanto esse grande e esperado dia não chega, tenho algumas considerações a fazer.

Em primeiro lugar mulher não ama, mulher cisma! Exatamente o que eu disse! Você pensa que ama, adora e que não vive sem. Mas isso é uma mentira, afinal você nasceu sozinha e vai morrer sozinha, só aí com você mesma. E essa máxima vale para todos os seres humanos desse planeta.

Você não depende dele para respirar, para seu coração bater, para seus cabelos e unhas continuarem crescendo, nem para que seu aparelho digestivo continue funcionando. Seu senso de sobrevivência, apesar dessa dor aterradora que se encontra em seu peito que mais parece que você vai enfartar a qualquer momento, não a deixará na mão! Eu juro isso para você!

Você não vai morrer! Você não será infeliz por toda a eternidade! E não! Você não ficará sozinha forever!

Aquelas mais experientes, que já levaram poucas e boas da vida, assim como eu, já sabem como o processo da cura ocorre. Então apenas aguardamos, pois sabemos que em breve passará. Um dia você acorda pela manhã e de repente se dá conta que aquela dor não está mais lá. Então por mais que soframos hoje, apenas confiamos que se a vida seguiu assim, é porque sabe bem o que está fazendo. E então aquietamos nossos corações.

Porém aquelas que pensam que sem “ele” seu mundo acabou, o planeta parou de girar, que os homens-bomba vão parar de se explodirem, ou que o aquecimento global mudará seu curso para resfriamento global, apenas porque um “pseudo-homem” resolveu fazer “caquinha”, então lá vai minha receitinha:

1)      Preencha seu tempo o máximo que puder;

2)      Entre no máximo de atividades que conseguir, sendo elas ginástica, cursos, massagens, tratamentos estéticos;

3)      Evite temporariamente os lugares em que seu ex frequenta. Pelo menos até se sentir segura em dar de cara com ele;

4)      Retome rapidamente todas as atividades que deixou de fazer quando o conheceu;

5)      Arrume outro infeliz para “tampar” o buraco;

6)      Procure confiar na vida, em Deus, no Universo, Santos, em Ala, Ganesha, Orixás, Guias…qualquer coisa que a faça se sentir em paz;

7)      Procure se concentrar em outras coisas;

8)      Não sente no sofá para pensar na questão;

9)      Chore o quanto precisar, mas não fique espremendo os olhos para não dar rugas, por favor!

10)    Não fique conversando com os amigos dele;

11)   Não fique entrando no face book do ex;

12)   Não procure por ele;

13)   Não ligue pra ele;

14)   Não mande e-mails;

15)   Nem mensagens pelo celular;

16)   Lembre-se que assim como você, milhares de mulheres estão na mesma situação que a sua;

17)   Volte toda sua atenção para você e para suas coisas;

18)   Não fique pensando sem parar se ele vai ligar;

19)   Use seu tempo livre para amadurecer como pessoa, como espírito e como profissional;

20)   Fique ao seu lado, mesmo que ninguém mais esteja.

E para finalizar, nunca mais faça de um relacionamento ou pessoa o centro da sua vida. Você é o centro e não ele. Quando você faz de outra coisa, outro ser, o centro de sua vida, quando essa “coisa” finaliza, o buraco e o vazio são enormes e, portanto a dor muito maior.

Porém, se seu foco continua em você em todas as fases do relacionamento, se acontecer de acabar, sua vida não mudará tanto e assim a recuperação muito mais tranquila.

Mas isso, só com maturidade emocional para compreender e assim manter sua dignidade, não é mesmo?

Siga-me no twitter: @menruntoyou

Saia do olho do furacão
nov 26th, 2013 by admin

Quantas vezes nos pegamos em meio a um turbilhão de emoções causado por essa ou aquela situação? Quantas vezes passamos por fases que nos entristeceram tanto, nos imbuíram de sentimentos pavorosos como a raiva, o ódio, o ciúme, o medo ou a frustração?

O ciúme então credo! Com esse sentimento ficamos fora de nós mesmas! Não enxergamos mais nada e o pior, ainda saímos criando uma variedade de coisas que em nada tem a ver com nossa verdadeira realidade.

Uma coisa que aprendi na vida foi que em todas as vezes que estiver passando por um momento delicado, muito triste ou muito revoltante, o que eu apelidei de “olho do furacão”, procure fazer o seguinte:

1)      Em primeiro lugar respire profundamente várias vezes

2)      Em seguida pense: Ok! Estou passando por isso. Não sou a primeira e nem serei a última a enfrentar algo assim.

3)      Em seguida imagine que você não é você. Você é uma amiga sua. Porém uma amiga que não segura muito a língua, daquelas que falam mesmo umas verdades doa a quem doer. Sabe aquelas amigas que preferem a verdade e a praticidade acima de tudo? Então você será essa! Ou quem sabe, você pode me imagina falando com você! (risos)

4)      Então você deve parar com a crise de loucura e tentar sair do problema olhando-o de fora, como se você fosse de fato essa terceira pessoa.

5)      Conte o problema a essa “terceira” pessoa. Exponha a questão de forma direta, sem rodeios, sem o detalhe do detalhe, mas o contexto geral. Conte como você vem se sentindo e o porquê de estar nessa situação.

6)      Em seguida, imagine que você é essa terceira pessoa. Imagine-se olhando para a questão friamente, holisticamente, desprovida de qualquer sentimento ou ligação emocional com os envolvidos e então emita sua opinião. Mas é muito importante que você não seja falsa na análise da questão. É imprescindível que você haja como se fosse uma profissional. Seja fria na análise, não passe a mão na sua cabeça, nem tampouco tente colocar panos frios. Mas apenas, analise a questão com audácia, coragem e seja prática. Deixe os dramas e as psicoses de lado enquanto estiver analisando.

Você pode ter absoluta certeza de que os pensamentos corretos virão a sua mente. O caminho será apontado a você de forma cristalina. Você saberá o que fazer a partir de então.

Se você seguiu os passos direitinhos, tenha a certeza que seu coração se acalmará. Não estou dizendo que você irá parar de sofrer. O coração para ser cicatrizado às vezes demora um pouquinho mais e sabemos disso. Mas estou dizendo que aquele sentimento de “meu mundo caiu”, “tudo está perdido”, “nunca mais serei feliz na vida”, se dissipará. E por quê? Porque esse tipo de pensamento é coisa SÓ da sua cabeça! Não é a realidade!

Lembre-se: Esse pavor, medo, sensação de que você nunca mais sorrirá, escuridão profunda, não é a realidade e é apenas fruto de pensamentos escolhidos erroneamente por você. Porém, a partir do momento em que você consegue se ausentar da situação e olhar o problema de fora friamente, identificará que o monstro não tem sete cabeças. Tem no máximo duas (risos)! E ele não é tão grande assim, como você imaginou.

Sua cabeça sim! Ela não só tem sete cabeças, como cospe fogo, se alimenta de sangue e é capaz de criar qualquer coisa em sua realidade física.

Portanto, cuide muito bem dela! E escolha para si seu estado emocional preferido! Está tudo aí com você!

Siga-me no twitter: @menruntoyou

   

 

 

Será que eu devo ligar pra ele?
set 22nd, 2013 by admin

Cadastre-se no meu ao lado para receber nossa Newsletter diária!

Devo ligar pra ele? Minha resposta é enfática: NÃO.

“Mas a gente brigou porque eu estava tendo uma crise de ciúmes. Então devo ligar e me desculpar por meu comportamento, pois sinto que a culpa foi toda minha.”

Minha resposta para essa situação é: Se você teve uma crise de ciúmes é porque ele não passou a segurança necessária, portanto não tem o que se culpar. Não ligue! Espere até que ele venha mansinho te procurar.

“Mas ele está sem me procurar já há alguns dias! Acho que devo ao menos mandar uma mensagem ou quem sabe deixar uma no face book”.

Minha resposta: De jeito nenhum! Não vá atrás. Se ele se afastou, seja por qual motivo for, deixe-o vir atrás por livre e espontânea vontade.

“Mas e se ele não vier?”

Minha resposta: Se ele gostar ele vem. Caso esteja um pouco frio ou indeciso, no momento em que ele perceber que não é o centro da sua vida e que você passa muito bem sem ele, acredite…ele virá atrás.

Lembre-se que a cada vez que você o procurar menor será o interesse dele. Homens adoram caçar. E se você for atrás, simplesmente estragará o jogo da “conquista e dominação” que eles tanto gostam de fazer. Portanto quanto mais firme e dona de si você for, mais o homem cai de quatro.

É simples! É Matemático!

Aí você pode me dizer: “Mas eu não gosto desses joguinhos. Se eu tenho vontade de ir atrás, eu vou.”

Minha resposta: Ok! Não estou aqui para pregar a sinceridade entre os povos, mas para ensiná-la a deixá-lo louco por você. E o que é mesmo você queria????  Logo, esqueça as palavras sinceridade, livro aberto, transparência, pureza e até mesmo compaixão.  Você o quer atrás de você? Então não vá atrás dele em hipótese alguma.

Homem quando quer, quando gosta, vai atrás. Mesmo que você tenha feito algo errado, mesmo que você tenha cometido uma falta grave, mesmo que você o tenha humilhado e mesmo que ele não esteja lá muito envolvido. Porém no instante em que se dá conta que você está escapando entre os dedos, eles retomam vossas posições e marcam presença de uma forma ou de outra.

Portanto fique tranquila! Calma! Sem afobação! Sem choro! Sem drama! Apenas relaxe e aguarde….

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance:WordPress   »  Style:Ahren Ahimsa
© Todos os direitos reservados