SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
Onde será que aprendemos a ser inferior?
jan 10th, 2017 by admin

RikaVirusAula5



Quem se acha menos aqui levante a mão? Tudo bem. Talvez você diga que se acha melhor do que muita gente, mas pensando lá quietinha com você, vem uma vozinha fina que diz: “Mas você não é tão boa quanto a sua colega, a sua prima, a sua irmã…e a lista vai longe. ”.

Mas será que nascemos assim? Será que existe algo em nosso DNA ainda não descoberto que dita se teremos uma boa autoestima ou nos sentiremos abaixo do cocô do cavalo do bandido? Ou será que coisas aconteceram que nos fizeram acreditar que não somos suficientes?

Claro que aprendemos lá atrás essa papagaiada que faz com que você se comporte dessa forma e vivencie certas coisas com certas pessoas!  E que papagaiada foi essa? Uma das minhas papagaiadas vocês já sabem porque eu contei na primeira parte do áudio do Rika Vírus Aula 5. Contei nos mííínimos detalhes, justamente pra você entender de que tipo de situação vivida, ou do que foi escutado que a influenciou de tal forma que gerou esse bando de crenças incorretas que chamamos de bloqueios.

E o que esses bloqueios fazem?

Primeiro fazem com que você se comporte exatamente desse jeito.

Que jeito?

Sobressaltada, apavorada e desesperada. Nessa ordem.

E o que implica você ser assim? Simples! Você vive com medo de ser largada, abandonada, trocada…todos os “adas” existentes. E por conta disso, aceita tudo. Se ele não pode assumir o relacionamento porque Vênus está em oposição ao sol natal, fazendo uma quadratura com plutão, você aceita. E ai de você se tentar dizer que “não”. Você até pode começar a responder bem, porém bastará um “eu até havia pensando em começar algo sério com você, mas já que é assim, então desanimei”, pra você quase se jogar no chão e pedir pelo amor de Deus pra vocês conversarem. Como você morde a isca fácil! Basta qualquer frase meia boca daquela criatura pra você parecer uma manteiga na frigideira! Que vontade de te pegar pelos cabelos! Não aprendeu ainda mocinha? Já leu aqui os textos de cabo a rabo! Sete vezes! Já sabe de cor os áudios!  Já se ferrou quinhentas vezes! Já está PhD em se ferrar! Porém mesmo assim, na hora que chega a sua vez em demonstrar o que de fato aprendeu, pu#% me$da que @ag#da!!!

Gente! Ai minha gente! Nós vamos mudar isso aqui ou vamos continuar comendo capim happy together?!

Se você tem preguiça ou não tem interesse em mudar a realidade da população feminina, ok! Que se dane o resto! Mas ao menos a sua vida VOCÊ TEM OBRIGAÇÃO DE MUDAR! Não dá mais pra continuar se rastejando pela vida! Não dá mais pra ficar se comportando como uma coitada, porque lá no seu passado aconteceu sabe-se lá o que, que é responsável por todos esses acontecimentos em cascata! Você não tem que continuar pagando o pato nos seus relacionamentos afetivos! Você não tem que viver sempre na pindaíba porque alguém da sua família fez me#*@! Afinal, me#*@ todo mundo faz, basta estar vivo!

E então? Vai ficar se amarrando? Vai ficar marcando passo no mesmo lugar, reclamando, lamentando pela sua situação? Ou vai descobrir logo o que é, pra se livrar disso?

Bota esse leão aí pra trabalhar!!

 

 
 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7 MateaFadaGeleiaComprar

A importância de se olhar
ago 9th, 2016 by admin

Desvendandoseusbloqueios


ATENÇÃO:  Acesse diretamente o site www,mulhercafa.com.br e clique no botão “Matricule-se”. Efetue o pagamento pelo Pagseguro e tenha acesso imediato ao áudio.


Atenção: Meu Instagram para quem perguntou é Maria Fernanda Amaral (fernandaamaralbrag)

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

 

Renda-se
fev 3rd, 2015 by admin

 

É com essa explicação simples que gostaria de iniciar o dia de hoje e lhe fazer uma proposta.

Renda-se ao inevitável.

Renda-se ao que você faz tanta força e o que parece pior ficar.

Renda-se aquela situação que parece não sair do lugar.

Renda-se aos problemas sem solução.

Renda-se ao que parece lhe roubar o sono e o sossego.

Você não pode e não vai controlar tudo sozinha. Simplesmente porque você sozinha não tem capacidade pra isso. Você sozinha não consegue. Mas você mais o Universo junto são capazes de realizar qualquer coisa.

Tanto eu falo sobre o ato de “soltar”. Render-se. Vejam que nesse vídeo, Ophra deixou claro que ela “queria tanto tanto tanto” aquilo, que sua própria mente estava segurando. E por quê? Porque mesmo querendo, desejando, seu sentimento era de falta.

Porém no momento em que ela parou e começou a cantar “Eu me rendo….eu me rendo”, seu coração se acalmou, sua mente sossegou e a coisa andou.

Não estou dizendo aqui que é pra você ficar cantarolando, mas sim encontrar uma forma de simplesmente não acreditar que você precisa fazer tudo, controlar tudo, fazer uma força megalomaníaca para que algo dê certo. Pois é justamente ai que você trava os acontecimentos.

Sabe esse seu problema? Essa sua angústia? Essa sua preocupação? Essa sua dor? Apenas solte e fique com você. Você não vai conseguir resolver mesmo! Então vamos nos render a ela.

Diga ai a você mesma sobre esse seu problema “Eu me rendo. De fato não sei o que fazer. E sei que o que estou fazendo não vem adiantando. Estou cansada. Eu me rendo.”

Diga de coração. Diga que peito aberto. Sinta você nesse momento. Sinta o que acontece com você, quando diz isso.

Faça de verdade! E por você!

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7ModusComprar

MateaFadaGeleiaComprar

 

Joga que a gente resolve
jan 20th, 2015 by admin

NOASTRALReduzidoNOASTRALNORMAL

Ontem estava assistindo a um documentário sobre a guerra do Vietnã. Sério mesmo que ela durou quase vinte anos?!

Claro! Óbvio que para durar tanto tempo só podia ser mesmo coisa de homem. Sim, porque homem é que tem paciência para ficar tanto tempo guerrilhando por nada nem coisa nenhuma.

E a tal da briga para tomar Jerusalém? Gente, isso vem desde a época de Jesus. E continua! Vai ter disposição assim para brigar e se explodir em outra dimensão! (Espero que ninguém queira ME explodir, porque eu citei essa briga! E Salve Maomé!)

Vocês já viram homem pensando na questão? Mulher senta no sofá e pensa. Homem sai para jogar futebol, beber cerveja, surfar, fazer kitsurfe e andar de stand up. O pensar deles é o famoso “esfriar a cabeça”. Eles fazem uma coisa de cada vez. Se a coisa está incomodando lá dentro, eles simplesmente pensam “vou fazer algo que gosto e depois eu penso nisso”. Uma coisa meio Scarlett O’hara dançando Ney Mato Grosso (Nunca vi rastro de cobra nem couro de lobisome…Porque eu sou é homem…Porque eu sou é home…E como sou….).

A gente não! A gente resolve tudo em cinco minutos. Em até menos do que isso, nossa mente montou a trama toda, com direito a diálogos, brigas, fazemos a mocinha e o vilão, decidimos sobre a morte do monstro novelesco e escrevemos FIM.

Já viu você no salão? Você faz cabelo, pé, mão tudo junto. Parece doida! Faz tudo ao mesmo tempo! Teve uma vez que me assustei! Tinham duas no meu cabelo, uma na mão, outra no pé e uma virando a página da revista. Não gente! É o cúmulo da maluquice isso!

Homem não! Eles vão ao barbeiro, cortam em 5 minutos, pagam 5 reais e acham que ficaram ótimos!

Mas no quesito relacionamento eles ganham. São mais práticos, mais pacientes e mais lerdos, bem mais lerdos. Enquanto a gente no primeiro encontro quer todas as respostas as nossas perguntas, eles começam a liberar o alfabeto pra lá de um mês depois. Nessa altura do campeonato, já esmiuçamos todo o face, insta, SPC e Serasa. Já sabemos o poder de endividamento e extraímos um Credit Bureau da vida do Cristo. Já sabemos até quantos cheques sem fundo ele deu, pra quem e o valor. Sabemos os sinistros nos carros, as placas, os imóveis, tipo sanguíneo e a cor da cueca. E ainda fazemos aquela cara sonsa de que não sabemos de nada!

Tente esconder alguma coisa de uma mulher? A gente vai até o inferno e descobre! Ah descobre! Parece que sentimos o cheiro. Na guerra então resolveríamos o acordo em meia hora de papo e ainda terminaríamos o assunto falando sobre dieta com as forças inimigas.

Só falta agora você resolver sua guerra interna. Afinal, ai dentro não temos duas forças contrárias guerrilhando, mas ao menos dez, cada uma gritando e exigindo uma coisa. E você no meio na “psicagem” total pronunciando aquela velha frase sublime “Fernanda me dá uma luz”.

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7ModusComprar

MateaFadaGeleiaComprar

 

SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance:WordPress   »  Style:Ahren Ahimsa
© Todos os direitos reservados