SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
Vai com medo, mas vai
set 15th, 2015 by admin

DespertandooFascinioAula7

Quem de nós nunca sentiu aquele frio na espinha frente a algo novo? Quem de nós não teve o ímpeto de dar para trás em algo e ter vontade de correr pra cama se esconder debaixo de um cobertor? E quem de nós literalmente desistiu por medo?

Acho que todo mundo.

Eu mesma em minha vida muitas vezes me pego com medo das coisas, as vezes um tanto insegura, pensando só abobrinha e achando que todos estão contra mim.

Pois é! Mas existe um detalhe, uma ação que faz toda a diferença. Seria essa ação que separa os vitoriosos das vítimas. Dos adultos das crianças. Das fadas dos gnomos.

Estou falando do ato de dar o próximo passo. E o medo? Mesmo com medo! Vai com medo, mas vai! Apenas dê o próximo passo ao seu objetivo, mesmo que o futuro pareça ser aterrorizante. Mesmo que a situação pareça ser embaraçosa.

A verdade mesmo é que as coisas nunca são como imaginamos e para falar a verdade são sempre mais simples do que pintamos.

Quantas vezes amargamos meses e até anos em algo que nos faz sofrer apenas por medo de tomar ações que precisamos tomar? Vejo muito isso na vida das pessoas. Normalmente aquelas pessoas sem paciência tem mais facilidade em tomar atitudes mais drásticas e práticas, retirando assim o obstáculo de seu caminho. A gente chama essas pessoas de “radicais” ou “duras na queda”. Mas a realidade é que essas pessoas tem a incrível capacidade de não se deixar paralisar pelo medo. Afinal, medo todos nós sentimos em algum momento.

A questão principal a ser respondida é o que você faz com seu medo?

Ele tem o poder de paralisá-la? Ele consegue fazer com que você simplesmente desista das coisas? Ele faz com que você crie desculpas mentais chegando até mesmo a “criar” situações na vida apenas para justificar o seu pavor?

Quer um exemplo? Vai parecer ridículo, mas lá vai: Você não consegue passar na OAB, porque passando na OAB você será uma advogada e então não terá mais desculpas. Logo, na mente consciente você se descabela porque não consegue passar, de modo a defender-se da ideia apavorante de trabalhar em algo que descobriu de que não gosta ou porque terá que advogar que é algo que a deixar em colapso?

Ou ainda, “eu quero muito alguém na minha vida, Fernanda”, mas lá dentro do subconsciente está “eu acredito que relacionamento afetivo vai destruir minha vida e eu vou acabar como a minha mãe” ou “como eu posso querer alguém se nenhum homem presta e vai me trair em algum momento? ”. Logo, só aparece homem bêbado, que sofre de fimose, com problema no pinto, casado com a mãe, sem um tostão no bolso ou que não quer nada com a hora do Brasil.

“Onde eu estou errando, Fernanda? ”

No medo! No que você faz com seu medo e como o deixa dominar sua vida ao ponto de impedir que as coisas que você tanto quer aconteçam!

E como acabo com isso?! Como mudo?

Aprendendo a dar o próximo passo sempre que o medo a assaltar. Em todas as situações. Assim, você pouco a pouco começa vai transmitir ao seu inconsciente que a vida não é perigosa, que os homens não são calhordas, que ter dinheiro não é sinônimo de esnobismo e que você pode sim ser feliz sem chorar depois.

Qual o seu medo? Então dê o próximo passo em direção a ele.

********************

 

Ainda não se inscreveu para começar a receber meus e-mails? Então, cadastre-se logo abaixo.

 

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

MateaFadaGeleiaComprar

 

 

 

Não tenha medo
ago 15th, 2014 by admin

Ah o medo! Vilão! Arrebatador e paralisante! O pior é que ele não paralisa apenas seu corpo, mas seus caminhos, o fluxo de sua vida. De repente o que deveria acontecer fácil, simples, sem complicações e com a maior naturalidade, demora séculos, empaca, encrenca, desanda.

Mas então você pode me dizer: “Ah Fernanda, mas o medo em algumas situações é bom. Se não tivéssemos medo, colocaríamos nossa vida em risco.”

Na verdade, o responsável por isso não é o medo, mas sim o cuidado, o zelo, a sabedoria e a experiência. Medo nunca é bom. Seja em qual circunstância for.

Fomos criados acreditando que sentir medo de algo superior, era ser “temente a Deus”. Que esse Deus ora a abençoa com bênçãos, ora sem mais nem menos a pune, tornando sua vida uma desgraceira completa, não percebendo que a verdadeira responsável por tudo o que acontece nela é não outra pessoa a não ser você mesma.

Que afinal foi você quem se deixou levar por ilusões, seja por situações ou pessoas, que foi você quem se colocou em determinadas situações, acreditando que agindo assim conseguiria a consideração dos outros, que foi você quando anulando a própria vontade permitiu que todos passassem por cima de seus sentimentos.

Eu sei que revolta! Eu sei que você nesse momento deve estar se perguntando: “Mas como eu? Como eu posso fazer isso comigo? Eu não entendo! Então sou minha pior inimiga?!”

Pois é, minha cara! Algumas vezes nos comportamos de fato como nossas piores inimigas. Usamos nossa força contra nós mesmas. Atropelamos-nos. Brigamos conosco. Julgamos-nos. Culpamos-nos. Batemos-nos inteiras. Acreditamos cegamente que todos os dedos indicadores estão apontados para o nosso nariz, não percebendo, no entanto, que somos nós que sentamos nos bancos dos réus. Você é o réu e é o juiz. Você dá a sentença.

“Mas e o pensamento dos outros? E o que os outros falam? Magoam!”

Magoam porque você dá ouvidos. Magoam porque você deixa entrar aí dentro. Magoam porque a palavra, o pensamento e o julgamento do outro é mais importante do que a sua opinião. Afinal, com que você vive 24 horas por dia aí dentro?

“E se eu começar a cortar todo mundo que vem me criticar? Eu não vou ficar sozinha?”

Olha o medo dando o ar da graça novamente! Não meu docinho! Não vai! Porque sabe o que acontece? Quando dentro de nós nos colocamos na posição de dona de mim, senhora do meu destino, criadora da minha vida, todos que até então adoravam dar palpite, criticar, se meter, simplesmente somem!

Quando eu fiquei pronta para brigar, pronta para botar pra correr seja lá quem fosse, onde estavam todos? Ninguém mais ousa falar alguma coisa! Claro que sempre tem um ou outro que gosta de cutucar a onça com a vara curta. Exemplo? Mãe! Mãe é mãe! E vai continuar dando palpite em sua vida forever. Algumas coisas são até boas, outras, pela Nossa Senhora da Abadia é de enlouquecer! (risos). Mas ela está no papel dela! Então está tudo certo!

Mas o que desejo dizer com tudo isso é que o futuro não chegou ainda. Você o está fazendo mediante suas escolhas e postura desse exato momento. Enquanto você lê esse texto e o analisa, seu corpo está criando algumas sensações. Você está lembrando certas situações e pessoas e seu corpo está reagindo. Preste atenção nele! Escute-o com suas sensações. Identifique os padrões que devem ser eliminados. Jogue fora o medo e promova o bem-estar em seu corpo. É só isso que você precisa fazer para criar tudo o que deseja.

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SalvandoseuRelacionamentoComprarProsperidadeComprar7

SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance:WordPress   »  Style:Ahren Ahimsa
© Todos os direitos reservados