SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
Solte seu problema ao Universo – Parte 2
jan 30th, 2014 by admin

ConsultoriaComprar

Ontem comecei explicando sobre como é o funcionamento da mente, sua forma de operar em seu “eu consciente” e pedi ainda que você se observasse por 24 horas. Você fez isso? Percebeu como a cabeça é um aparelho engraçado e até meio burro eu diria? Sim burro! Pois ela não quer saber se aquilo é absurdo, patético, muito menos dramático demais. Ela só quer saber de trazer a tona, todas as possibilidades mais catastróficas aprendidas por você, por intermédio de padrões de comportamento “escutado” de terceiros.

Ora, então significa dizer que se ela aprendeu a pensar um monte de besteiras sem tamanho, também pode pensa o que é melhor? E a resposta é clara e direta: Sim!

Então vamos colocar aqui um passo a passo para facilitar vossas vidas?

Ok!

Passo 1: O Cansaço

Esse é quando o processo está começando. Você sente um cansaço imenso por tudo o que vem passando nos últimos tempos. Você não se aguenta mais. Você não suporta mais esse assunto. Você não tolera mais chorar, sofrer e se lamentar. Você compreende que precisa continuar com sua vida, com suas coisas e que esse tipo de comportamento sofredor precisa acabar. Nessa fase, você de fato está muito exaustada com tudo. Você está fazendo qualquer coisa para que isso que você sente vá embora.

Tudo bem! Esse é o começo minha cara! E é um momento em que eu fico muito feliz por você! Finalmente você está chegando ao fim dessa situação!

Passo 2: A Consciência

Tome consciência do funcionamento de sua mente (conforme expliquei no artigo Solte seu problema ao Universo – Parte 1).

É de suma importância você entender que esses pensamentos repetitivos, cíclicos, obsessivos e extremamente dramáticos fazem parte do processo. A mente é “paga” para fazer isso com você. Mas ela não é você. Ela é um aparelho. Domine sua mente senão ela domina você. Caso contrário, quando se der conta estará “babando colorido”.

Passo 3: A Culpa

Elimine essa palavra do seu vocabulário. Você fez tudo o que sabia e o que podia! Você tentou de tudo! Você se anulou para a coisa melhorar e ela ficou pior! Você se transformou em um nada para que “ele” se sentisse um “tudo”. Você se matou de esperar, de dar chances e mais chances, de rezar, de brigar, de falar e nada adiantou.

Então…

Ok!

Não deu! Tudo bem! Está tudo bem! O universo continua se expandindo mesmo assim! O sol continua nascendo! Homens sem qualidade continuarão existindo! Gucci continuará lançando sua nova coleção! Graças! Nem tudo está perdido!

Então minha linda, você fez o que deu pra fazer, do jeito que deu, da forma que deu e foi a melhor forma que tinha para a situação. Você fez sim o seu melhor que sabia! Então está tudo certo!

Pare de ficar pensando: “Ah se eu tivesse agido assim ou asado”, “Ah se eu tivesse mudado em tal ponto”, “Ah se eu tivesse ficado quieta”.

Não! Pare! Você fez o que deu naquela época pra aquela situação! E ponto final!

E se alguém vier com “deveria” para você manda para aquele lugar que você sabe bem!

Passo 4: O Ódio

Agora vem a parte que eu mais gosto. É a hora em que você junto tudo que está ai dentro martelando, te empurrando pra dentro e a corroendo e usa um mantra que eu simplesmente acho o melhor:

“Om namah shivaya…..” (começa com um mantra indiano…rs)

“VAI PARA A PUUUUUUTA QUE TE PARIU” ….seguido de …….”FOOOODA-SE TUDO”….

Atenção para a entonação no “UUUUUU” e no “OOOOOOO”

Mas você tem que fazer de coração, de corpo e de alma. Tudo junto! Manda mesmo! Coloca ar no pulmão e puxa lá de dentro!

Eu não estou brincando! É isso mesmo! Funciona! Liberta!

E aí você vai cair num choro ou numa gargalhada (risos). Cada uma é uma! Mas o importante é que você está arrancando de suas vísceras o que estava até então impregnado.

Fez? Ótimo!

Passo 5: A Eliminação

Bom, agora é importante que você elimine tudo o que possa fazer você se lembrar dele. Elimine fotos, vídeos, cartas, coisas, face book, bloqueie tudo, inclusive amigos em comum.

Dane-se o que vão pensar! Que pensem o que quiserem. Agora você é mais importante! Você está num processo de cura! Então coragem e saia eliminando todo mundo.

Sabe aquela amiga que fica vindo fazer fofoca? Manda ela para “puta que pariu” também. Fuja dela! Suma dessa gente! Não se permita mais ser invadida por esse tipo de coisa.

E não entre mais naquela merda de face book do infeliz, ok?

Passo 6: O Pensamento

Agora vamos para a sua cabeça. Veja, ela vai continuar a trazer-lhe os mesmos pensamentos. Qual o jeito de explicar a ela que não deves mais pensar nisso? Simples! Substituindo por pensamentos que a fazem se sentir melhor.

Mas quais pensamentos? Dos mais variados: Estou no caminho certo, O Universo trabalha ao meu favor, O Universo sabe o que é melhor mesmo eu agora não tendo consciência disso, George Clooney pelado, Está tudo certo no Universo, O Universo está trabalhando agora para trazer alguém ótimo pra mim, George Clooney pelado, Eu agora vou me dedicar a mim mesma, Vou me dar toda atenção, George Clooney pelado….pelado…pelado….

Façam isso e perceberão como em apenas 15 dias tais pensamentos começam a ficar mais esporádicos. Além disso, aquela sensação de aperto no peito começa a sair.

Tenha fé em você, tenha força, tenha coragem e mude o que não a está fazendo bem!

Ficou claro???

Siga-me no twitter: @menruntoyou

 


 

 

Como esquecer o ex?
out 16th, 2013 by admin

Fórmula mágica? Até existe! Porém requer um controle absoluto da mente consciente, o que para nós meros mortais e ainda da espécie feminina ainda é impossível. A dor nos parece insuportável nesse momento, não é mesmo? Acredito que o primeiro mês pós-término seja ainda o pior de todos. Esquecer o ex, acho que deveria ser estudo a ser realizado por Stephen Hawking ( físico teórico e cosmólogo britânico e um dos mais consagrados cientistas da atualidade. Doutor em cosmologia, foi professor lucasiano de matemática na Universidade de Cambridge , onde hoje encontra-se como professor lucasiano emérito, um posto que foi ocupado por Isaac Newton, Paul Dirac e Charles Babbage.)

Primeiro porque quando tudo acontece uma série de reações orgânicas tomam conta de nosso corpo. Sentimos ódio, tristeza profunda, sentimos que fracassamos. Ora, para uma mulher o maior fracasso não é nos negócios ou na vida profissional. A mulher concentra todos os seus anseios de sucesso na vida afetiva. Entra século e sai século e isso não muda! A mulher deposita sua felicidade no relacionamento afetivo e não sou eu quem vai tentar mudar isso.

Que a mulher tenha o relacionamento como algo de primeiro escalão em sua vida, tudo bem! O que não pode é se tornar uma escrava do relacionamento, apenas para manter aquele homem ao lado. Afinal, quem já andou lendo meus textos ao longo desse tempo todo, já deve ter entendido que “homem” é apenas alinhamento. Alinhe-se com o que você quer, que o Universo alocará 20.000 possibilidades de homens de acordo com seu critério interno.

Porém existem algumas ações que fazem com que esquecer um ex se torne mais rápido e menos doloroso. E é justamente isso que a gente quer aqui, certo?

A primeira coisa que você deve ter em mente é que não importa a situação em que você se encontra, nem o tamanho de sua dor, ela em algum momento passará. Eu já senti isso algumas vezes na minha vida, e afirmo: Passa! Chega até ser engraçado, porque numa bela manhã, você acordará e algumas horas depois se dará conta que aquela dor no peito simplesmente a abandonou. E então você sorrirá!

Qual o tempo que demora? Cada um tem seu momento. Porém quanto mais rápido você recuperar todas as atividades que gostava de fazer antes de conhecê-lo, mais rápido essa fase chata acabará.

A segunda coisa é procurar preencher o máximo todo seu tempo livre. Ok! Você passou os primeiros quinze dias com os nervos à flor da pele! Você chorou tudo o que podia, foi até o fundo do poço, emagreceu, ou engordou, está praticamente um trapo humano. Tudo bem! Faz parte do momento! Porém, é de suma importância que você não fique mais jogada numa cama. Mesmo porque essa tristeza e indignação momentânea pode desencadear uma depressão profunda. E eu sei que você não quer isso!

Então se matricule em tudo o que puder! Cursos novos, estudos novos, tratamentos estéticos, atividades físicas principalmente as aeróbicas (corrida, bicicleta, natação). Preferencialmente faça essas atividades em uma academia, para ter um acompanhamento e assim atingir suas metas. Faça pós-graduação, especialize-se em algo, faça um curso de pintura se isso a acalmar, Ioga, pilates, canto, balé, modalidades é que não faltam. Além de fazê-la se sentir melhor, ainda trabalhará seu corpo. É maravilhoso!

O terceiro ponto que gostaria que você compreendesse é que “ele” não é o seu amor. Ele não é razão do seu amor. O amor que você sente, está dentro de você e não tem nada a ver com ele! Pronto falei! Agora eu sei que sua cabeça deu voltas!

Mas o que estou dizendo é verdade. “Ele” é apenas o objeto que despertou de alguma forma esse amor que você “diz” sentir. Digo “diz”, porque mulher ama até a página dois! Na terceira página, se passar um bofe mais jeitoso, você pega o bofe e esquece em segundos do ex! Estou errada? (risos).

Então da mesma forma que esse “objeto” despertou o que já existia dentro de você, outro com a mais absoluta certeza, despertará isso novamente. Então não se preocupe! Você vai casar sim! (risos)

Lembre-se: O primeiro mês é o pior. No segundo o desespero ainda estará presente, porém em menos grau. No terceiro, as lágrimas não serão mais tão constantes. O sentimento de tristeza ainda pode durar algum tempo. É normal! Não se preocupe. Ele vai embora. Ou porque você conheceu outro, ou porque realmente chegou a hora da dor ir embora.

Mas que vai embora, vai! Eu garanto!

Tem muitas outras coisas que eu gostaria de falar, porém se eu continuar esse post virará um novo e-Book (risos). Então deixarei para falar sobre o assunto em um Áudio.

Siga-me no twitter: @menruntoyou

SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
»  Substance:WordPress   »  Style:Ahren Ahimsa
© Todos os direitos reservados